O diferencial da Galeria do Rock


Convivência pacífica entre as pessoas faz do espaço um local que cativa o paulistano

Com mais de 400 lojas, a Galeria do Rock de São Paulo é tida hoje, como um dos principais pontos culturais no Estado.

Criada em 1963, ainda com o nome de Shopping Center Grandes Galerias, o prédio é frequentado diariamente por centenas de pessoas que se interessam por música em seu contexto geral.

No local, são comercializados diversos itens ligados ao tema, desde camisetas de bandas de Rock, Dvds e amuletos, sem se esquecer é claro, dos CDs e discos de vinil. Isso mesmo, uma das mais tradicionais lojas da Galeria aposta nos famosos “bolachões” para agradar o público.

No espaço desde a sua fundação, a “Baratos e Afins”, oferece dezenas de álbuns de difícil acesso a maioria das pessoas, seja pelo produto estar fora de catálogo, ou pela não comercialização de um disco clássico por uma determinada gravadora.

Dirigida por Luiz Calanca (foto acima), o local se tornou tão cativo, que é hoje referência para os saudosistas e pessoas que acreditam que o disco possuí maior atrativo se comparado ao CD.

Um outro aspecto que vale a pena ser mencionado quando se fala da Galeria do Rock, é a abrangência de tribos que visitam suas instalações nos seis dias da semana em que o local fica aberto. Ao frequentar os diversos pavimentos do prédio, é fácil encontrar headbangers (fãs de Heavy Metal), punks, góticos, e até mesmo rappers, que com o crescimento da cultura Hip Hop, ganharam praticamente um andar inteiro com produtos ligados a este segmento.

gal

Agora, o que pouca gente sabe, é que a Galeria do Rock possuí todo um aparato para organizar tudo e manter o local em seu perfeito funcionamento. Um dos grupos que mais chama a atenção no local são os chamados emos, abreviatura da sigla americana “emotional”, que em português seria algo como “emocionais”. Estes através de uma vestimenta bastante peculiar com roupas menos escuras, cintos e cabelos coloridos, acabam por trazer tons mais suaves ao preto que consagrou o lugar durante tanto o tempo.

Um fato importante, a Galeria do Rock sempre contou com a visita de importantes personagens dos cenários brasileiro e internacional. Raul Seixas, a banda Sepultura, e o ex-lider da banda Nirvana, Kurt Cobain, são apenas alguns exemplos.

image




Informações

Endereço: Rua 24 de Maio, 62 - Centro – São Paulo
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 20h; sábado, das 9h às 17h.

Receba mais em seu e-mail
Topo