Início Curiosidades

Descubra quanto tempo podemos ficar sem tomar banho

Tomar banho é algo comum para muitos brasileiros. Bom, acredita-se que pelo menos para a maioria né? Mas sempre tem alguém que não curte muito jogar uma agua e sabão no corpo, que chega em casa morrendo de preguiça de entrar debaixo do chuveiro. Já parou para pensar qual é o tempo limite que podemos ficar sem tomar banho

Há quem diga que tomar banho todos os dias pode não ser tão necessário assim, bem como que tomar banho demais pode até fazer mal. E você, é fã de um bom banho quente? Continue lendo esse artigo e saiba todas as curiosidades sobre essa prática milenar. Pode ser que termine esse artigo querendo tomar menos banhos. 

Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja os temas que vai encontrar neste post:

  • Fatos importantes sobre tomar b anho;
  • Quanto tempo é possível ficar sem tomar banho;
  • Quais os benefícios de tomar banho na água gelada ou quente;
  • Curiosidades sobre o banho.

Importância do banho 

No Brasil, tomar pelo menos 2 banhos ao dia é algo cultural. Entende-se que é importante para a saúde, além de ser um hábito de saúde fundamental. A pele é um órgão que capta muitas impurezas em suas superfícies, se essas sujeiras não são retiradas os poros ficam fechados. Desse modo, a pele impede a entrada de micro-organismos. 

Fonte: (Reprodução/Internet)

Então, se ela não é limpa, as impurezas podem entrar no organismo. Claro que nem tudo é ruim, algumas bactérias presentes na pele são importantes e precisam ser mantidas. Porém, caso ocorra a proliferação das bactérias ruins, a pele passa a ficar danificada e sujeita à infecção. Também podendo causar feridas.

Ainda, o banho é essencial para tirar suor, odor e oleosidade da pele. Células mortas, restos de comida, poluentes e outras sujeiras podem promover a alteração do pH. Mas afinal o que é pH? É o equilíbrio da quantidade de sais minerais, água e outros elementos que ficam na superfície da pele. É um conjunto importante para a devida proteção. 

Quente ou frio?

Convenhamos que tomar banho frio só é bom quando está calor. O comum é que as pessoas prefiram a água quentinha para dar aquela relaxada. Entretanto, se pararmos para avaliar os benefícios da água fria, podemos nos surpreender. O primeiro deles é o efeito revigorante, pois quando a água toca no corpo, o calor some dentro de segundos. 

Esse movimento acontece porque o nosso corpo, de forma natural, tenta adaptar a temperatura da água ao organismo. Pode notar que quando entra de uma vez debaixo da água gelada, até sua respiração fica mais acelerada e ofegante até se acostumar com a temperatura. Em seguida, começa a estimular o aumento da oxigenação do cérebro. 

Por isso temos a sensação de estarmos mais acordados. Já o banho quente provoca a sensação de relaxamento, e de fato acontece isso com os músculos. Afinal, a água quente permite a dilatação dos vasos sanguíneos para que o fluxo do oxigênio melhore no organismo. Outro benefício é o combate ao estresse e ansiedade. 

Como tomar banho certo?

Pode estar se perguntando “e existe um jeito de tomar banho certo?” A resposta é: sim, existe. Inclusive, profissionais ensinam como fazer. Acredite, tem muita gente tomando banho errado por aí. Apesar do banho quente ter seus benefícios, a temperatura ideal é entre 29ºC e 38ºC que é mais ou menos a temperatura corporal. 

Fonte: (Reprodução/Internet)

Se a água estiver quente demais corre o risco de remover a cobertura hidrolipídica, irritação, coceira, ressecamento e outras consequências. Além disso, estimula glândulas sebáceas da cabeça, causando caspas e dermatites. Então, pense nisso antes de entrar no banho. Ainda, você sabia que não é preciso ensaboar o corpo inteiro? Pois é. 

O sabonete não é necessário em todas as partes do corpo, apenas naquelas em que existe produção de sebo e mau cheiro como órgãos genitais, mãos, pés, axilas, região perianal e rosto. Braços e pernas podem ser limpos apenas com água. A explicação que os médicos dão é que o sabão retira a cobertura da pele e a deixa vulnerável à presença de bactérias. 

Cuidado com as buchas 

Embora muita gente ache que o banho só é bem tomado se tiver bucha, na verdade é exatamente o oposto. A bucha é composta por materiais que têm a capacidade de retirar as camadas de proteção, quando passada de forma reiterada pode causar inflamação.  A esfoliação tende a abrir os poros, deixando a pele exposta às bactérias.

Também, evite usar no rosto o mesmo sabonete que passa no corpo. A pele do corpo não é igual a do rosto, cada uma exige um cuidado distinto. Outra coisa, após terminar o banho certifique-se que enxugou bem o corpo. O certo é pegar a toalha e secar com batidinhas e não arrastar a toalha de forma brusca. Em seguida, não se esqueça do hidratante. 

Se for dia de lavar o cabelo, comece fazendo isso. Logo no começo do banho você estará tirando toda a sujeira do cabelo, que pode cair pelo corpo, e posteriormente vai limpar as demais áreas. Agora, imagine limpar rosto e corpo e depois lavar o cabelo. A lógica é que as impurezas que estavam na cabeça fiquem pelo corpo. Evite.

Qual o tempo máximo para ficar sem banho

Vamos para a parte que temos certeza que os leitores querem saber. Por quanto tempo é possível ficar sem tomar banho? Antes, já saiba que um único banho já é suficiente para proteger a pele e se manter limpo. Para quem não é fã da “aguinha” com sabão, saiba que pode ficar até 5 dias sem prejudicar a saúde. 

Fonte: (Reprodução/Internet)

Claro que isso vai depender do que a pessoa vai ter feito durante o período. Se malhar todos esses dias, suar ou ter contato com ambiente que tem muita proliferação de bactérias, como hospitais, por exemplo, o banho é indispensável. Agora, resta saber se vai conseguir se manter cheiroso por todo esse tempo, não é verdade?

Pouca gente sabe, mas existem pessoas que sofrem de Ablutofobia, que é o medo de lavar-se ou de tomar banho. É manifestado através do medo intenso de fazer qualquer limpeza corporal ou até mesmo no cabelo. Nesse caso, o ideal é procurar um psicólogo para ajudar a superar esse distúrbio. Agora, se for preguiça, é só criar coragem mesmo. 

Tomar banho demais faz mal?

Vimos que tomar muito banho pode ser prejudicial. Vamos explicar com mais detalhes o que acontece na prática. A nossa pele é coberta por um manto lipídico, que é aquela camada que protege o acesso de bactérias ao organismo. É como se fosse uma gordurinha. 

Entretanto, essa proteção pode ser facilmente removida, quando alguém toma banho em excesso. Em uma linguagem mais científica, essa cobertura de lipídios contém um pH ácido, estimado em 5,5. É o número ideal para impedir a passagem de vírus, ácaros e bactérias ruins. 

Por essa razão é importante utilizar produtos de higiene que não influencie na acidez dessa proteção. Ainda, o banho exagerado pode deixar a pele muito seca, facilitando o surgimento de doenças de pele.

Fatos curiosos sobre banho 

Agora que já falamos sobre os fatos científicos sobre o banho, separamos curiosidades ainda mais interessantes sobre esse hábito. Alguns deles podem até ser engraçados. O primeiro é que antigamente, as pessoas tinham o costume de ter conversas importantes durante o banho. Mais especificamente na Grécia Antiga, as pessoas se reuniam em palácios para bater papo. 

Fonte: (Reprodução/Internet)

Apesar de muita gente achar que foram os brasileiros que inventaram tamanha higiene pessoal, mas na verdade começou no Egito. Lá aconteceram os primeiros banhos individuais, porém o propósito era fazer ritual aos deuses. As pessoas que eram de classe mais rica tinham a oportunidade de tomar até 3 banhos por dia. 

As pessoas acreditavam que a prática fazia mal à saúde. Até mesmo médicos defendiam essa teoria, afirmando que a água provocava a dilatação dos poros, deixando-os suscetíveis a doenças. Posteriormente, descobriram que a falta de higiene colaborou para a disseminação da pandemia bubônica na Europa. 

Outras curiosidades 

Sabe quando surgiu o primeiro sabonete? Foi há 600 anos a.C. O produto foi desenvolvido pelos fenícios e era feito a base de gordura vegetal, que era fervida, cinzas de madeira e água . Diferente dos sabonetes que conhecemos hoje, cheirosos e bonitinhos, antigamente não era tão agradável assim. 

O sabonete naquela época era uma pasta que era utilizada para limpar o corpo. Com o decorrer do tempo, começaram a adotar o processo de saponificação criado pelos árabes. A saponização é o processo químico que envolve óleos vegetais ou gorduras e lipídios, que são aqueles elementos presentes na pele. 

Pessoa que está há mais tempo sem tomar banho 

Amou Haji, um homem iraniano, está há 67 anos sem tomar banho. Dá para acreditar? Atualmente, o senhor tem 87 anos e acredita que dar uma lavada no corpo faz mal à saúde. Em contrapartida, Haji toma 5 litros de água todos os dias. Pelo menos está hidratado, não é verdade? Só não podemos garantir que está cheiroso.