7 Curiosidades que acontecem na Coreia do Norte e que são estranhas para o resto do mundo

Quando se trata de países estrangeiros, geralmente mencionamos Rússia, China e Japão, porque eles tem costumes incomuns, mas a vida na Coreia do Norte é igualmente ou mais surpreendente.

Ao contrário das outras nações, as peculiaridades da Coreia do Norte não são suas modas ou sua comida incomum, mas seu estilo de vida estrito, monitorado e regulado pelo governo. Os norte-coreanos vivem em um regime que parece um pouco exagerado para o resto do mundo. Para mostrar isso, estes são sete costumes e coisas que só acontecem na terra de Kim Jong-un:

1. Sem internet

7 Curiosidades que acontecem na Coreia do Norte e que são estranhas para o resto do mundo

Na Coréia do Norte, os cidadãos comuns não tem acesso à Internet. Neste país você tem que obter uma autorização especial para ter seu computador pessoal e você não pode navegar na web com a facilidade que se tem em praticamente todo o resto do mundo.

Os norte-coreanos só podem usar uma rede de internet, chamada Kwangmyong, que tem cerca de 30 sites onde eles podem ver propaganda, informações turísticas e filmes nacionais, todos são registrados, aprovados e monitorados pelo governo. Apenas a elite deste país tem internet.

2. Os turistas andam sempre acompanhados

7 Curiosidades que acontecem na Coreia do Norte e que são estranhas para o resto do mundo

Todos são bem-vindos na Coreia do Norte, mas isso não significa que não se preocupem com a segurança nacional. Ao sair do hotel, cada turista, ou grupo de estrangeiros, deve estar sempre acompanhado de pelo menos dois guias e um motorista. Você não pode andar sozinho nas ruas norte-coreanas e, de fato, é punível se o fizer.

É por isso que são casos tão estranhos ver turistas sozinhos, como o homem que repentinamente estava sozinho em um aeroporto.

3. A polícia da moda

7 Curiosidades que acontecem na Coreia do Norte e que são estranhas para o resto do mundo

Neste país há um grupo de vigilantes controlam para não ver nas ruas roupas ridículas ou deselegantes de outros países. Eles são uma espécie de polícia da moda, composta de cidadãos e cuja função é cuidar que todos se vistam de maneira adequada. Certos cortes de cabelo são proibidos e houve até o caso de uma jovem que foi presa por contrabando de maquiagem.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.