Início Creepypasta

Conheça 15 crimes que nunca foram solucionados

A humanidade já presenciou crimes aterrorizantes, que deixaram muitas pessoas com medo de saírem de suas casas. O pior é quando essas arbitrariedades passam sem qualquer punição. Engana-se quem pensa que sempre a polícia consegue “dar um final feliz” para a população. Alguns criminosos simplesmente não deixaram rastros ao longos dos anos. 

Neste artigo, separamos uma lista dos 15 crimes que apavoraram o mundo e que nunca foram solucionados. Nem mesmo o FBI foi capaz de desvendar os mistérios por trás da ação desses criminosos. Veja só. 

Fonte: (reprodução/Internet)

15. Assassinato de William Taylor

William Desmond Taylor era um renomado diretor de cinema de Hollywood, que teve seu sucesso interrompido após ser assassinado dentro de sua própria casa.  A polícia encontrou o corpo de William com balas nas costas, isso foi tudo que encontraram. Ao chegar na cena do crime, a polícia se deparou com executivos mexendo nos objetos que pudessem ser suspeitos. 

Fonte: (reprodução/Internet)

Dentre os itens apreendidos, encontraram roupas íntimas da até então namorada do diretor, Mary Miles. Também, identificaram fotos de atrizes nuas no local. Diversas celebridades da década de 20 foram chamadas para depor, mas a polícia não teve sucesso em nenhum dos depoimentos. Apesar de existirem suspeitos, não foi encontrado o autor do crime. 

14. Desaparecimento de Michael Rockefeller

Michael Clark Rockefeller fazia parte da família Rockefeller, considerada uma das mais poderosas de toda a história dos Estados Unidos. Diferente de pai e avô, que eram envolvidos com grandes negócios, o jovem optou por trabalhos humanitários. Em uma de suas expedições, Michael presenciou o naufrágio do barco que usava como base. 

Fonte: (reprodução/Internet)

Michael e o antropólogo René Wassing ficaram esperando por socorro. No entanto, Rockefeller cansou de aguardar e decidiu nadar até a costa. Desde então, nunca mais foi visto e a equipe nunca encontrou o seu corpo. As teses que mais faziam sentido na época eram a de que ele teria se afogado ou atacado por tubarões. 

13. Desaparecimento de mulheres

Entre os anos de 1969 e 2011, 18 mulheres simplesmente desapareceram em uma rodovia na Colúmbia Britânica, no Canadá. Após desapareceram, os policiais investigaram o caso e encontraram os seus corpos em um trecho da estrada. Devido aos assassinatos, os moradores locais deram o nome do local de Rodovia das Lagrimas. 

Fonte: (reprodução/Internet)

A equipe de busca formada na época constatou a ligação entre os 18 homicídios. Outros desaparecimentos de mulheres aconteceram após as investigações. Os ativistas da região declararam que já somam quase 50 desaparecimentos e que a maioria deles não foram resolvidos. 

12. Morte de Mary Reeser

A morte de Mary Reeser é um dos casos mais bizarros da história. Mary Reeser ficou conhecida como “Cinder Women” (algo como “mulher das cinzas”, em português). A proprietária do imóvel que a senhora morava foi até o apartamento para entregar algumas correspondências. No entanto, ao tocar na fechadura da porta sentiu que ela estava extremamente quente. 

Fonte: (reprodução/Internet)

Foi quando a mulher decidiu ligar para a polícia. Quando os policiais entraram no apartamento, se depararam com as cinzas do corpo de Mary Reeser. O que deixou todos impressionados é que apenas o corpo da senhora tinha pegado fogo. O apartamento em si estava intacto e sem sinais de fogo. As pernas foram as únicas partes do corpo que não tinham virado cinzas.

11. Ataque de Antraz

Se você achou que o único ataque que os Estados Unidos sofreu foi às Torres Gêmeas, está enganado. Uma semana depois do ataque terrorista, o país enfrentou outra investida. Uma bactéria altamente tóxica chamada antraz começou a ser enviada em envelopes para as emissoras de TV e jornais. 

Fonte: (reprodução/Internet)

As cartas eram cheias de um pó branco, o qual a inalação tinha o poder de matar. Os envelopes eram enviados em anonimato e matavam os curiosos que abriam. O ataque de antraz fez 5 vítimas. A única pista que os policiais tinham era o selo postal que estava na carta, era o selo de Trenton, capital de Nova Jersey, estado próximo de Nova York.

10. Assassinato de Kylliki Saari

Em 1953, uma adolescente de 17 anos chamada Auli Kylliki Saari foi encontrada morta em um terreno baldio na Finândia. A garota estava voltando para casa de bicicleta após ter participado de uma reunião de orações da igreja. Os relatos de testemunhas foram de que a menina foi atacada por uma pessoa que não conseguiram identificar.

Fonte: (reprodução/Internet)

Entre os suspeitos do homicídio está um padre da paróquia local. De acordo com depoimentos, o líder religioso teria passado um longo tempo internado em um hospício. Apesar da suspeita, nada foi provado. Provavelmente, o responsável pela morte de Saari ainda está solto por aí. O crime foi um verdadeiro mistério na época. 

9. Homicídios em Hinterkaifeck

Uma história que parece com as dos filmes de terror é o caso da fazenda de Hinterkaifeck. Empregadas que trabalhavam na casa da família Gruber chegaram a dizer que ouviam barulhos no sótão e que movimentações estranhas aconteciam por lá. Um dia, o senhor Gruber encontrou um jornal na frente de sua residência. Porém ninguém tinha pedido a entrega. 

Fonte: (reprodução/Internet)

Além disso, o homem viu pegadas na neve aos redores da casa, bem como e percebeu que a fechadura da sala de maquinários estava quebrada. Os filhos do senhor e senhora também avistaram um homem de bigode próximo da residência, que frequentemente parava para os observar. 

Um tempo depois, os corpos de todos os membros da família foram encontrados. A polícia achou sinais de golpes na cabeça. Especula-se que a família foi achada morta 4 dias depois do crime. Aconteceram diversas investigações, mas nenhuma obteve sucesso. Até hoje ninguém sabe quem matou os Gruber.

8. Assassinato de McEllory

Outro crime não solucionado foi o assassinato de Ken Rex McEllory. Alguns dizem que foi porque poderia ter sido qualquer pessoa da cidade que o matou, e outros acreditam que a polícia não tinha o interesse em resolver o caso. Acontece que McEllory era o valentão da cidade de Smidmore, em Missouri, nos Estados Unidos.  

Fonte: (reprodução/Internet)

Na ficha do valentão tinha crimes como estupro e abuso sexual, dentre outras atrocidades. McEllory respondeu 21 processos, mas todas as vezes escapou da condenação. A única vez que foi preso foi por ferir gravemente um senhor de 70 anos, dono de uma mercearia local. Ainda assim, conseguiu sair da cadeia após o pagamento da fiança. 

Um certo dia, enquanto estava em sua camionete com esposa, McEllory foi alvo de tiros de duas armas diferentes. No local havia uma multidão de 46 pessoas, o que dificultou a identificação do responsável. Nenhuma das pessoas que estavam presentes foram acusadas e o caso foi arquivado. 

7. Incêndio na casa dos Sodder

Quando falamos em crimes que não deixaram vestígios, o incêndio na casa da família Sodder é um desses casos. Em 1945, a Jennie e George Sodder comemoravam Natal com os seus 9 filhos. Entretanto, o que era para ser uma noite feliz acabou em um dia trágico. Naquela noite, um incêndio misterioso tomou conta da residência e 5 crianças sumiram, sem rastros.

Fonte: (reprodução/Internet)

Os relatos dos pais era que eles fizeram de tudo para socorrer as crianças, mas nada estava colaborando. Tentaram chamar os bombeiros, porém ninguém atendia. O socorro só chegou um dia após o incêndio, mas a equipe não foi capaz de encontrar as crianças. De acordo com as autoridades, as 5 crianças, que supostamente não foram encontradas, tinham sido incineradas.

Diversas teorias foram criadas para justificar o incêndio, mas ninguém descobriu o que de fato provocou o fogo. Pior que isso é que o mistério do desaparecimento das crianças Sodder nunca foi desvendado. 

6. Sumiço dos irmãos Beaumont

Os irmãos Beamont desapareceram há mais de 50 anos e o suposto crime segue sem qualquer pista. Grant Ellis, Arnna Kathleen e Jane Nartare iam frequentemente à praia de Glenel, no litoral da Austrália. Em um feriado nacional, os irmãos foram passear como de costume, num percurso que durava cerca de 5 minutos. 

Fonte: (reprodução/Internet)

No entanto, neste dia, as crianças não retornaram para a casa. Os pais Jim e Nancy ficaram preocupados com a demora dos filhos e decidiram ligar para a polícia. Logo após o chamado, a polícia deu início às investigações e passaram a interrogas as pessoas que poderiam ter visto as crianças. 

Segundo as testemunhas, os irmãos Beamont estavam brincando com um homem loiro que aparentava ter 30 anos. Os pais relataram que os filhos eram crianças tímidas e que não entrosariam com o adulto se não já o conhecessem. Então, para eles, o homem de 30 anos já poderia estar rondando os irmãos. 

5. Assassino de Houston 

Em 1965, a polícia do Texas se deparou com o homicídio brutal do casal Fred e Edwina Rogers. Os policiais chegaram na casa da família, após a sobrinha de Edwina dizer que não conseguia falar com a tia há dias. Então, as autoridades decidiram ir à residência. Ao abrirem a geladeira, encontraram pedaços de carne humana que provavelmente eram do corpo do casal.

Fonte: (reprodução/Internet)

Na lixeira, os policiais encontraram as cabeças de Edwina e Fred. A autópsia apontou que Edwina foi espancada brutalmente e depois foi baleada na cabeça. Enquanto Fred foi agredido com marteladas até destruir seu crânio.

Os policiais encontraram vestígios de sangue no quarto do filho do casal, Charles Rogers. Ele foi considerado o principal suspeito do homicídio. No entanto, Charles desapareceu após o ocorrido e nunca mais foi encontrado. Então, ainda que ele tenha sido o culpado, nunca pagou pelo crime.

4. Assassinato das irmãs Grimes 

O assassinato das irmãs Grimes foi mais um crime não solucionado. O duplo assassinato aconteceu em Chicago, nos Estados Unidos. No trajeto do cinema para casa, as irmãs Barbara e Patricia desapareceram. Depois de um ano, os corpos das jovens foram encontrados nus em uma estrada em Willow Springs.

Fonte: (reprodução/Internet)

Este caso foi considerado um dos mais famosos já arquivados pela cidade de Cook County. Apesar dos esforços, o autor do crime nunca foi identificado e punido. De acordo com a autópsia, as vítimas teriam morrido de choque secundário.

3. Assassinatos em Nova Orleans 

Em meados de 1911, um serial killer aterrorizou a cidade norte-americana Nova Orleans. O criminoso ficou conhecido como O Homem do Machado de Nova Orleans pela forma como assassinava suas vítimas. O assassino abordava mulheres com um machado, mas as matava com uma navalha ou uma machadinha.

Fonte: (reprodução/Internet)

Os relatos são de que ele teria matado cerca de 12 pessoas ao longo dos anos. Todavia, o serial killer nunca foi preso. Na época, a polícia apontou diversos suspeitos e realizou uma vasta rede de investigações. Todavia, o caso não teve qualquer conclusão. O crime sem solução repercutiu tanto que chegou a ser retratado em séries como American Horror Story.

2. Assassinatos de Keddie 

A história do Resort Keddie, um lugar turístico e virou palco de assassinatos brutais, repercute até hoje. Glenna Susan Sharp chegou ao resort para ficar um tempo com seus 5 filhos, após se separar do marido. A família ocupou o quarto 28, lugar em que futuramente viraria a cena do crime. Uma das filhas chegou em casa numa determinada manhã e se deparou com algo chocante. 

Fonte: (reprodução/Internet)

Depois de voltar da casa dos vizinhos, no dia seguinte, Sheila chegou no quarto e viu o corpo de sua mãe e irmãos amarrados com fita adesiva e arame. Perto dos corpos tinham um martelo e duas facas com sangue. A adolescente percebeu que os irmãos tinham sido estrangulados e feridos na garganta. Enquanto sua mãe estava amordaçada com uma calcinha e sem calça.

A autópsia concluiu que as vítimas morreram de traumatismo craniano, que poderia ter sido causado por um objeto como martelo. A polícia também identificou que não havia sinais de arrombamento na casa e que o criminoso entrou com facilidade. Após anos de investigação, nada foi concluído. A cabana em que a família esteve foi destruída em 2004.

1. Assassinato de John F. Kennedy

Sem sombra de dúvidas, a morte do ex-presidente norte-americano John F. Kennedy é uma das mais misteriosas da história. O político foi assassinado em 22 de dezembro de 1963, em Dallas. Kennedy foi alvo de disparos enquanto estava no carro oficial circulando pela Praça Dealey. A polícia apontou um ex-empregado como culpado, mas até hoje não se sabe muita coisa. 

Fonte: (reprodução/Internet)

No mesmo dia do crime, Lee Harvey Oswald foi acusado e preso pelo assassinato do até então presidente. O homem era fuzileiro e tinha passado uma temporada na União Soviética. Embora o caso tenha sido aparentemente resolvido, um estranho acontecimento levantou suspeitas dos conspiracionistas. 

Dois dias após o crime, enquanto era transferido para prisão, Oswald foi morto a tiros por um policial de Dallas. O rapaz não teve a chance de dizer o que supostamente teria o levado a matar Kennedy. Até hoje, Oswald é mencionado como suposto assassino do ex-presidente. Então, na cabeça de muitos este crime não foi de fato solucionado.