Zerou o dinheiro guardado? Comece a criar uma reserva financeira de novo

Cada pessoa está sentindo de uma forma diferente a pandemia do coronavírus e o distanciamento social. Mas, a maioria tem usado todo ou parte do recurso que tinha guardado. Então, veja algumas dicas para começar a criar uma reserva financeira de novo.

Afinal, não está longe da nossa realidade ver que tem gente que ficou desempregada, teve salário reduzido, diminui a carga horária de trabalho, sofreu com a falência de empresa e, de um modo geral, precisou fazer o corte de gastos e diversas outras novas situações.

Em resumo, a verdade é que aqueles que se prepararam para esse tipo de situação com a reserva de emergência tem uma possibilidade bem maior de passar por tudo de uma forma mais segura. E mesmo quem tinha essa poupança pode ter gastado tudo…

E agora, o que fazer? Um dos muitos ensinamentos que essa crise deixou e ainda deixa é a importância de ter esse “colchão financeiro”. Por isso, vamos dar algumas dicas de como se reorganizar para fazer uma nova reserva. Assim, criamos um mini passo a passo, leia.

Primeiro, reorganize todo o seu orçamento

A primeira atitude que deve ser tomar neste momento é descobrir exatamente como está o seu orçamento financeiro. Então, bora lá: pegue todos os boletos, pagos ou não, veja se fez financiamento ou pegou dinheiro emprestado, enfim, tudo.

ANÚNCIO

Em seguida, observe todos os “rombos” financeiros que você tem e defina qual é a sua realidade mais recente. Isso é importante para criar uma reserva financeira de novo.

Além de identificar os novos gastos é muito importante também verificar onde gastou muito. Por exemplo, pessoas que trabalham longe de casa podem comer em restaurante. Só que como agora está ficando em regime de home office, lea não tem esse tipo de gasto.

Como resultado dessa organização, você conseguirá identificar quais são suas novas prioridades e os novos objetivos, também.

Depois, pare de gastar com itens não essenciais

Como a crise não tem uma data final, a gente tem que fazer aquele “aperto de cinto” agora, né. Então, lembra-se daquele seu objetivo de viajar para fora do país ou comprar um carro novo ou até construir uma casa? Agora não é um momento muito bom para isso.

E você tem que concordar com isso, vai. O ideal agora é focar apenas naquilo que é prioridade, no que é essencial. Por exemplo, pagar as contas da casa, comprar os remédios e até mesmo diminuir o padrão de vida, com compras mais baratas e apenas fundamentais.

Além disso, você vai ter que ter uma parte da sua renda, mesmo que ela tenha diminuído de valor, para somar na sua nova reserva de emergência.

Agora, assuma uma atitude mais conservadora

Mesmo que você nunca foi uma pessoa que gastava muito dinheiro, ótimo. Mas, agora, mais do que nunca. Ah, você deve estar sentindo que o seu capital reservado não vai durar muito tempo ou já até acabou.

Mas, isso não significa que fez um planejamento errado, pois você pode ter imaginado que uma reserva de 3 meses poderia ser suficiente. E em muitas outras situações, realmente seria o suficiente. Contudo, com essa crise, muitas lógicas pré-estabelecidas caíram por terra.

Pensando nisso, seria uma atitude inteligente poupar ainda mais a partir de agora. Isso para ter uma reserva um pouco maior ou que dure mais, pois novas crises podem vir e o mercado pode demorar um bom tempo para efetivamente se estabilizar.

Aliás, fuja de investimentos com grandes variações

Depois de conseguir identificar sua nova realidade financeira, agora você deve saber onde investir o seu dinheiro para refazer sua reserva. Para fazer sua poupança é importante fugir de investimentos que contam com grandes variações, ainda mais quando elas forem negativas.

Tendo isso em vista, algumas opções que não são interessantes para fazer uma reserva são no ouro, em dólar, nos multimercados e até mesmo no crédito privado, por exemplo.

Por outro lado, a inflação está muito abaixo do que ela costuma ser e isso não pode ser ignorado para se fazer investimentos. Essa pode ser uma boa oportunidade de investir no Tesouro Direto, que pode variar com o IPCA (Índice de Preços do Consumidor Amplo).

Mesmo que a crise agrave ainda mais no Brasil, você pode ficar tranquilo que seus investimentos irão acompanhar o preço real – no caso do Tesouro IPCA.

Por fim, opte por opções de saque imediato

E para terminar esse mini passo a passo de como criar uma reserva financeira de novo, vamos falar que o mais indicado é você optar por ativos que tenham liquidez diária. Isso nada mais é do que permitir que você faça saques rápidos sem ter perda na rentabilidade final.

Com a crise, muitas vezes não se pode esperar muito para fazer o saque. Por isso, é preciso tirar naquele momento para saldar dívidas, fazer compras e muito mais. Então, nesse momento não é interessante escolher por opções que são muito longas.

Nesse caso, as melhores alternativas são aquelas que lhe deixam livres para fazer o saque assim que sentir que precisa daquilo. Ou ainda, que possa fazer o pedido para fazer a retirar no outro dia. Então, esqueça o Tesouro IPCA e pense em ideias como o Tesouro Selic.

criar uma reserva financeira de novo

Além deles, temos exemplos de CDBs, fundos DI e títulos do Tesouro Direto. Se você trabalha com caderneta de poupança você tem liberdade para sacar quando quiser, mas se precisar fazer seu saque antes de fazer aniversário do depósito ira perder rendimento também.

ANÚNCIO