Costumes de uma época #66

E confira abaixo, mais alguns costumes interessantes. A todos, como sempre, uma excelente diversão!

623: Ouvir contos dos pais: E ainda na infância, vários contos eram narrados. Entre os mais conhecidos, dois em especial: “Cinderela” e “Branca de Neve”.

624: Comer balas de coco: Deliciosas, se faziam presentes nos mais diferentes eventos. Nas festas, principalmente, um dos alimentos mais consumidos.

625: Brincar de ciranda: Bastante conhecida, possui um dos refrões mais batidos da história: “Ciranda, cirandinha, vamos todos cirandar”.

626: Ficar preso no banco: Já na entrada, os consumidores mais irritados. Contra eles, é claro, as temíveis portas giratórias. Haja paciência!

627: Tomar injeção na b..: Sim, e com tantos lugares, porque esse, afinal? Sabe como é, né? O constrangimento, as dores, a agulhada. (risos)

628: Cantar músicas na excursão: E para passar o tempo, várias músicas eram escolhidas. Uma das mais famosas, a eterna: “O Mário roubou pão na casa do João”…

629: Buscar emprego na Internet: Pois é, e não é de hoje, que o serviço conquista adeptos. No Brasil, inclusive, mais de 30 sites focados. Mais do que isso, relacionados a estágios, e porque não, ao primeiro emprego.

630: Passar horas no Youtube: E cá entre nós, como não passar, não é mesmo? A oferta, aliás, a mais diversificada possível. Sem dúvida, vale a visita!

631: Receber fotos “queimadas”: Uma, duas, cinco…Enfim, um verdadeiro tormento. Pior que é isso, veja só, só o precinho cobrado. Como sempre, nas alturas.

632: Comer pipocas no circo:  E eu, por exemplo, não perdia uma. Doces, salgadas, com leite condensado… Hum, perfeitas!

Reaja! Comente!
    Topo