Costumes de uma época #59

E confira abaixo, mais alguns costumes interessantes. Perceba ainda, a relevância destes, e por que não, a sua recorrente difusão. A todos, é claro, uma excelente leitura!

556: Gostar de Raul Seixas: Pois é, e ainda hoje, um dos maiores ícones do rock. Em sua base, evidentemente, alguns dos maiores sucessos do estilo: Da lendária “Gita” a “Metamorfose ambulante”. Seus fãs, inclusive, os mais diferentes possíveis. De rockeiros e adultos, aos jovens, no geral.

557: Comprar pipoca no cinema: Pequenas, grandes, médias. Enfim, tinha para todos os gostos. Ou melhor, tem para todos os gostos. O melhor de tudo é claro, o sabor irresistível. Com leite de condensado então, a pedida perfeita.

558: Criar um buddy poke: Sim, e para muitos, uma das maiores febres no Orkut. Os bonequinhos, aliás, um mais interessante que o outro.

559: Estragar a música do parabéns: Bom, e o refrão já dizia tudo, não é mesmo? É pica, é pica, é pica, é rola, é rola, é rola…

560: Assumir a homossexualidade: E durante muitos anos, um dos maiores tabus. Com os pais, por exemplo, os mais diferentes xingamentos. E pior: as mais diferentes agressões.

561: Colocar catchup na comida: Na esfiha e no pastel, tudo bem, nada contra quem faz. Agora no arroz, e ainda como tempero… Hummm, estranho, não?

562: Imitar os personagens do Chaves: E cá entre nós, várias frases são usadas. Uma das mais famosas, talvez, “burro a pão de ló”.

563: Se aliviar durante a viagem: Já no desespero, muitos objetos são utilizados. De garrafas e toalhas, a potinhos de sorvete.

564: Limpar as nádegas com o jornal: E sabe como é, né? Quando o papel acaba…(risos)

Reaja! Comente!
    Topo