Corpo teve que ser exumado após necrotério liberar corpo errado

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Quase duas semanas após o enterro, um caixão teve que ser desenterrado depois que foi descoberto que o necrotério havia liberado o corpo errado.

Um hospital na China pediu desculpas depois que seu necrotério liberou os corpos errados para duas famílias, o que exigiu que um dos cadáveres fosse exumado quase duas semanas após o funeral.

Corpo teve que ser exumado após necrotério liberar corpo errado

O erro foi de responsabilidade do Primeiro Hospital do Condado de Cheng’an, na província de Hebei, no norte da China, e só foi corrigido depois que a segunda família chegou para recuperar o corpo de uma vítima de acidente de 21 anos em 8 de abril.

No entanto, a família ficou chocada ao descobrir que o jovem, chamado Cheng Guaiguai, não estava lá.

Em vez disso, os parentes de Cheng receberam o corpo de uma mulher de 80 anos.

Mais tarde, foi descoberto que seu corpo havia sido entregue por engano a outra família no final de março e havia sido enterrado cerca de 13 dias antes.

Falando à mídia local sobre a confusão, o tio de Cheng Guaiguai, Cheng Yahong, disse que o necrotério cobrou à família 9.600 RMB (1.100 libras) para manter o cadáver até que estivesse pronto para realizar um funeral.

Corpo teve que ser exumado após necrotério liberar corpo errado
Pic Shows: Cheng Guaiguai is given another burial by his family members;
A hospital in China has reportedly apologised after its morgue released wrong bodies to two families requiring one of the corpses to be exhumed after nearly two weeks.

Cheng disse: “[Meu sobrinho] morreu em um acidente de trânsito em 15 de março e ficou no necrotério do Hospital Popular de Cheng’an por mais de 20 dias.

“Ontem (8 de abril), fomos ao necrotério para receber seu corpo, mas recebemos o cadáver de outra pessoa.

“Foi quando entramos em contato com a polícia.

“No final, descobrimos que seu cadáver havia sido libertado para uma família na cidade de Matou em 25 de março.

“Eles o enterraram em 27 de março. Já faz 13 dias.”

Ele acrescentou: “Oficiais da delegacia local e trabalhadores do necrotério do hospital nos acompanharam até Matoan e exumaram seu corpo.

“Isso é uma piada de proporções astronômicas.”

A família de Cheng conseguiu recuperar o corpo e realizar o funeral mais tarde naquele dia.

Ele acrescentou: “Fomos compensados ​​e agora ele foi enterrado.

“Não vou dizer quanto eles pagaram pelos danos, apenas que eles também nos compensaram e à família Matou Town”.

Um porta-voz do necrotério disse: “Encontramos o corpo. Não o perdemos; o liberamos acidentalmente em 25 de março”.

A polícia local também ainda está investigando o incidente.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ladbible