Coreia do Norte lança seu próprio smartphone com reconhecimento facial e recarga sem fio

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Se você já tinha sua própria versão do iPad da Apple, agora neste país tem sua própria versão do iPhone: o smartphone Pyongyang 2425. Este telefone foi lançado como uma versão melhorada do anterior Pyongyang 2423. Ele tem tecnologia de reconhecimento facial, recarga de bateria sem fio e é muito mais rápido, embora em termos de design e inspiração seja basicamente um clone do iPhone X.

O Pyongyang 2425 tem 6,2 polegadas e 2.246 pixels, usa um processador MT6771 da MediaTek e tem oito núcleos que melhoraram de longe a velocidade do seu antecessor. Ele passou de uma RAM de 2 a 8 GB para de 16 a 32 GB e suas principais câmeras são 15 e 16 MB, enquanto a câmera frontal é de 16 MB.

De acordo com especialistas, os dispositivos provavelmente foram importados como um produto acabado antes da instalação do software norte-coreano. “A Coréia do Norte poderia ter ordenado a produção dos telefones com o entendimento mútuo de que eles substituiriam o software”, disse um especialista em entrevista, sob condição de anonimato.

Coreia do Norte lança seu próprio smartphone com reconhecimento facial e recarga sem fio

“O Pyongyang 2425 vem com recursos aprimorados, elogiados por muitos clientes”, disse Sogwang. “Sua CPU aumentou a velocidade de processamento em 150% e a experiência com a tela touchscreen ficou mais suave.”

Semelhante ao iPhone, este smartphone da Coréia do Norte também precisa de um adaptador para conectar fones de ouvido normais, mas ao contrário de aparelhos com o Andoird, suas aplicações são bem mais limitadas. Parece que você só pode compartilhar mensagens de texto, fotos e músicas, mas de uma maneira muito local.

Coreia do Norte lança seu próprio smartphone com reconhecimento facial e recarga sem fio

Este dispositivo móvel só pode se conectar a redes locais de internet, bloqueia o acesso a outras mídias estrangeiras e só permite conexão a redes Wi-Fi oficialmente registradas e aprovadas pelo governo norte-coreano. Além disso, as aplicações do smartphone são controladas pelo governo e, de fato, ele tem funções bastante práticas, como consultar o clima ou enciclopédias autorizadas.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.