Início Curiosidades

Coreia do Norte admite que Kim Jong-Un não pode dobrar espaço e tempo

A Coréia do Norte admitiu que seu líder Kim Jong-un não pode dobrar o espaço e o tempo, afinal, dando a notícia através do seu jornal estatal, o Rodong Sinmun.

Nesta semana, o jornal negou que a família Kim seja dona de ‘chukjibeop’, que é um método hipotético de ‘dobrar espaço’ para cobrir grandes distâncias em um curto período de tempo. Há muito que o país atribui a seus líderes a posse dessa capacidade, como um dos muitos mitos usados ​​pela Coréia do Norte para deificar seus líderes.

“Em termos realistas, uma pessoa não pode desaparecer repentinamente e reaparecer dobrando o espaço”, disse a agência de notícias.

Segundo o The Telegraph, uma autoridade do ministério de unificação da Coréia do Sul disse que a tendência atual de desmistificação do regime é “digna de nota”.

O funcionário disse à agência de notícias Yonhap: “Parece enfatizar o patriotismo e o amor pelo povo, e não a mistificação dos líderes”.

Kim Jong-un tem se concentrado em mostrar seu lado mais humano, após o fracasso em chegar a um acordo em uma segunda cúpula com o presidente dos EUA, Donald Trump, no ano passado.

Instando o povo da Coréia do Norte a evitar a mistificação de seu líder, depois que as negociações com os EUA fracassaram, Kim foi citado pela mídia estatal: “Mistificar a atividade e a aparência revolucionárias de um líder resultaria em encobrir a verdade”.

Ele acrescentou: “A lealdade absoluta surgiria quando (eles) forem hipnotizados pelo líder humanamente e camaradagem”.

No início deste mês, Kim fez sua primeira aparição pública desde que começaram a circular rumores sobre sua morte.

Segundo a agência de notícias estatal KCNA, o ditador norte-coreano participou da inauguração de uma nova fábrica de fertilizantes na capital do país, Pyongyang – o primeiro relatório dos movimentos do líder desde 11 de abril.

A reportagem afirmou que o garoto de 36 anos cortou a fita na cerimônia na sexta-feira 30 de abril e que aqueles que compareceram ao evento começaram a gritar ‘estrondosamente’ o ‘hurra!’ para o líder supremo do país.

Segundo relatos, Kim – que estava lá com vários de seus funcionários do governo – afirmou que estava feliz com a nova fábrica e que representava o progresso que estava sendo feito pelo país.

Falando sobre o novo relatório, Trump disse: “Prefiro não comentar ainda.

“Teremos algo a dizer sobre isso no momento apropriado.”

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ladbible