Francis Ford Coppola entra na ‘dança’ e declara que os filmes da Marvel são “desprezíveis”

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Avengers: Endgame (2019) se tornou o filme de maior bilheteria da história e esse evento não passaria despercebido pelos especialistas em filmes.

Quando este filme da franquia de super-heróis superou Avatar (2009), o diretor James Cameron parabenizou o CEO Kevin Feige por sua façanha. No entanto, outros diretores renomados não concordam com esse tipo de filme e nem os consideram dignos da sétima arte.

Francis Ford Coppola entra na 'dança' e declara que os filmes da Marvel são "desprezíveis"

Martin Scorsese, vencedor do Oscar de Melhor Diretor por Os Infiltrados (2006), atacou os filmes da Marvel, dizendo que não eram filmes reais, mas uma espécie de parque de diversões e que eles estão invadindo os cinemas sem oferecer uma experiência emocional: “Honestamente, o mais próximo que consigo pensar deles, por mais bem feitos que sejam, com os atores fazendo o melhor que podem sob as circunstâncias, são os parques temáticos. Não é o cinema de seres humanos que tenta transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano.”

Francis Ford Coppola entra na 'dança' e declara que os filmes da Marvel são "desprezíveis"

Scorsese criticou os filmes da Marvel e, de certo modo foi comedido. Mas o diretor que expressou abertamente seu desgosto por esses filmes foi Francis Ford Coppola. Para o vencedor do Oscar de Melhor Diretor de O Poderoso Chefão II (1974), os filmes da Marvel não contam como cinema, porque nada é aprendido com eles e parecem desprezíveis:

“Quando Martin Scorsese diz que os filmes da Marvel não são cinema, ele está certo, porque esperamos aprender algo com o cinema, esperamos obter algo, alguma iluminação, algum conhecimento, alguma inspiração. Eu não sei se alguém aprende algo ao assistir o mesmo filme repetidamente. Martin foi gentil quando disse que não era cinema. Ele não disse que era desprezível, o que eu digo que é.”

Ele acredita que os filmes devem refletir nossas experiências humanas e nos ensinar algo sobre eles, mas os filmes da Marvel são tão fantasiosos que dificilmente você pode se identificar com os personagens.

Francis Ford Coppola entra na 'dança' e declara que os filmes da Marvel são "desprezíveis"

E o que diretores e atores da Marvel dizem sobre tudo isso? James Gunn está defendendo seus filmes das duras críticas aos homens que admira. Nas suas redes sociais, ele primeiro disse que ficou muito chateado quando todos criticaram Scorsese por A Última Tentação de Cristo (1988) e que entristece-o o fato de agora “estar julgando meus filmes da mesma maneira”.

Gunn também respondeu a Coppola e observou que outras gerações também chamavam de desprezíveis os filmes de gângsteres e aventureiros:

“Muitos de nossos avós pensavam que todos os filmes de gângster eram iguais, muitas vezes chamando-os de “desprezíveis”. Alguns de nossos bisavós pensavam o mesmo sobre os westerns e acreditavam que os filmes de John Ford, Sam Peckinpah e Sergio Leone eram exatamente os mesmos. Os super-heróis são simplesmente os gângsteres/cowboys/aventureiros do espaço sideral de hoje. Alguns filmes de super-heróis são horríveis, outros são lindos.”

Francis Ford Coppola entra na 'dança' e declara que os filmes da Marvel são "desprezíveis"

Por seu lado, Mark Ruffalo, ator que interpreta Hulk nos famosos filmes de super-heróis, enfatizou que os tempos mudam e comparou as declarações do cineasta com as críticas da música do passado:

Francis Ford Coppola entra na 'dança' e declara que os filmes da Marvel são "desprezíveis"

“Naqueles dias, as pessoas acreditavam que o rock ‘n’ roll e o hip-hop também não eram música e eram desprezíveis também”

Certamente, essa não é a última coisa que ouviremos sobre essa disputa artística entre grandes diretores.