Aprenda como controlar as finanças do casal com 5 dicas

ANÚNCIO

A verdade é que organizar as finanças individualmente não é nada fácil. No entanto, quando se inicia uma vida a dois, saiba que a importância dessa questão financeira aumenta ainda mais. Por isso, vamos falar aqui sobre como controlar as finanças do casal sem neuras.

Até mesmo porque os desafios se tornam ainda maiores, pois as contas irão aumentar e o cuidado terá que ser redobrado.

ANÚNCIO

Aliás, sendo assim você pode ter um apoio que tanto lhe faltou para não sair gastando de qualquer jeito seu dinheiro. Nesse caso, podemos empregar a frase “duas cabeças pensam melhor do que uma”, não é mesmo?

Para terminar essa introdução, saiba que essa questão também envolve muita confiança e muita paciência. Além de ser fundamental ter parceria e organização para que ambos saibam os seus papéis e a verdadeira situação econômica da família.

O objetivo também tem que ser o mesmo ou os mesmos, obviamente. Se vocês estão em dúvidas em como começar essa organização financeira, saiba que vieram ao local certo porque temos excelentes dicas que podem lhe ajudar nessa missão.

ANÚNCIO

1 – Criem uma planilha financeira

Saber quais são todas as contas de ambos e colocar em uma planilha financeira é a primeira atitude que o casal deve tomar. Sendo assim, é preciso se conscientizar de que é preciso deixar anotado todos os gastos da casa durante o mês e os meses seguintes.

Afinal, não importa qual seja esse gasto, podendo ser a cerveja do marido ou a unha da esposa. E assim por diante. Aliás, a melhor forma de anotar esses gastos é por meio a um aplicativo de finanças. Hoje em dia existem vários de graça no Android e no iOS.

Isso vai fazer o casal entender onde estão gastando a mais e quais são os gastos que não podem ser contados.

Agora, mais do que nunca, será preciso pensar nos dois. Então, se você está gastando muito com bobeiras, saiba que seu companheiro poderá estar sendo obrigado a cobrir seus luxos com uma baita economia pessoal – e pode até estar faltando dinheiro para coisas importantes.

2 – Planejem o futuro do casal

Depois de ter a planilha financeira pronta e toda detalhada, agora vocês sabem onde podem cortar os gastos excessivos e quanto será possível sobrar por mês. Dessa forma, começando a planejar o futuro.

Nesse momento é importante ser sinceros um com o outro e revelar os reais sonhos e como podem alcançar juntos. Afinal, não adianta um querer ir para a praia no final do ano e o outro querer trocar de daqui na mesma época. O casamento é união, você sabe, né?

Vocês podem sonhar em construir uma casa, morar em um apartamento, fazer viagens, o importar é estarem sintonizados e de acordo com a decisão. Afinal, para cada objetivo se tem um prazo diferente – ou deveria ter.

É claro que existem sonhos individuais: como ter uma moto, comprar um computador de última geração, visitar um parente que mora longe e faz muitos anos que não visita. No entanto, ainda assim, deve ser algo que ambos concordem em fazer.

A dica nesse caso é uma só: conversem e conversem muito mesmo. Só assim vocês vão conseguir se alinhar para com os objetivos. O mais legal é ver que dá para realizar tudo, mesmo que em prazos diferentes e que isso leve algum tempo.

3 – Definam os gastos da família

Além de definir planos, com sua planilha organizada, será possível saber exatamente o que deve ser gasto em cada coisa.

Por exemplo, vocês identificaram que está sendo gasto muito dinheiro com salão de beleza. Então, estipule um limite para ser gasto com isso ou mesmo no supermercado. Não importa, o que importa mesmo é achar um equilíbrio para que não falte nada em casa.

É possível até reservar uma graninha para fazerem os programas de fim de semana que tanto gostam. Talvez seja algo como ir ao cinema, comer uma pizza ou um lanche e até mesmo viajar para as cachoeiras nos feriados prolongados.

Tenha paciência ao definir esses gastos porque talvez um preciso de mais tempo para adaptar as necessidades do casal do que o outro. Pois cada pessoa tem uma vivência e sentido de urgência diferentes da outra. É preciso encontrar um ponto em comum.

4 – Invistam juntos para crescer juntos

Seguindo esse passo a passo para controlar as finanças do casal, saiba que quando vocês definirem os seus planos de casal é preciso pensar na melhor forma de alcançar cada um deles também.

Por exemplo, se a ideia é comprar uma casa, saiba que fazer isso apenas economizando e guardando dinheiro pode não ser o suficiente. Então, pode ser o momento de pensarem juntos em alguma forma de investimento para rentabilizar a economia.

Nesse caso, procurem o seu gerente de banco ou o corretor de investimentos e vejam quais são as melhores opções do momento para investir. Sem contar que para cada sonho tem um tipo de aplicação ideal. E uma boa parte delas são bem seguras.

O importante é entender que investir é crucial, pois mesmo com as finanças controladas, sempre acontece de acabar “desviando” uma graninha específica para alguma coisa em outra não é tão importante assim. Com o dinheiro investido, a chance de isso acontecer é menor.

5 – Mudem quando for necessário

Independente se você está usando uma planilha financeira para casal ou individual, saiba que uma coisa nunca vai mudar: é preciso mudar sempre que for necessário.

Então, talvez no meio do caminho vocês fiquem sabendo sobre uma gravidez. E notem que aquele sonho de fazer um tour na Europa já não é tão importante como montar o quarto do bebê. E tudo bem, trata-se de saber se adaptar as mudanças e nada mais.

controlar as finanças do casal

Por isso mesmo, a forma mais segura para fazer um investimento são as rendas fixas. Em termos de rendimentos, elas não são as melhores opções para lucrar com seu dinheiro. Porém, garantem sempre ganhar algo, sem riscos de perder muito e independente de mudanças.

ANÚNCIO