Você sabe qual é o melhor momento para aceitar uma contraproposta salarial?

ANÚNCIO

Depois de tanto procurar por uma vaga de emprego, você finalmente conseguiu entrar no mercado de trabalho. No entanto, com o tempo, você se mostrou empenhado e resolveu pedir um aumento salarial. A resposta foi negativa. Então, você decide buscar novos caminhos. Mas, aí, vem a contraproposta salarial. E agora?

Entenda que essa contraproposta pode acontecer em diversos momentos e não apenas quando você decide sair da empresa. Em alguns casos, ela acontece até mesmo quando a pessoa vai subir de cargo ou quando começa a trabalhar menos, por motivos como da pandemia, tão atual no mundo todo.

ANÚNCIO

Inclusive, você pode receber essa proposta vinda do concorrente, sabia? Isso não é nada raro de acontecer aqui no Brasil. Aliás, é uma forma muito comum de chamar gente mais experiente no mercado para atuar em empresas concorrentes.

Mas, esse conteúdo aqui é para te ajudar a pensar sobre quando se deve aceitar a contraproposta salarial e quando não se deveria fazer isso. Claro que não há uma resposta mágica. No entanto, há pontos importantes que devem ser analisados para uma melhor tomada de decisão.

Independentemente do motivo pelo qual você está recebendo a contraproposta, você deveria analisar os seguintes itens. Veja.

ANÚNCIO

Crescimento profissional

Primeiramente, seja sincero com você mesmo. A sua intenção é sair da empresa simplesmente para ganhar mais ou porque a outra vai lhe apresentar uma proposta melhor para seu crescimento profissional?

Uma pesquisa feita no LinkedIn revelou que 52% dos seus usuários possuem o interesse de mudar de cargo, fazer novas tarefas e não necessariamente por causa do dinheiro.

Nesse caso, conhecer algo novo pode ser uma boa escolha. Até porque se for fazer a mesma coisa, com um salário maior ou nem tão maior assim, talvez isso não agregue valor à sua vida profissional. Pensar só no dinheiro pode ser algo que vá te desmotivar no futuro – e não agora.

Logo, um grande desafio, uma nova oportunidade de fazer algo que lhe agrade mais ou lhe dê maiores perspectivas podem ser motivos muito maiores que um simples aumento salarial.

Então, se a sua ambição for essa, explique para seu chefe que pretende fazer coisas diferentes ou ser indicado para aquele cargo que tanto queria. Ao passo que ficar na mesma empresa, ganhar mais e trabalhar em outro desafio, pode ser indicativo para aceitar a contraproposta.

Crescimento financeiro

Vamos abordar outra situação então. Você está totalmente adaptado a empresa que trabalha, gosta do seu serviço e se dá muito bem com os outros funcionários. Porém, o seu salário não está mais sendo justo para você – já que você tem um papel importante na empresa.

A motivação de mudança pelo dinheiro também existe. Assim, aceitar um novo desafio pensando nas suas finanças não é errado. Logo, todos têm direito de procurar novas oportunidades financeiras na vida.

Porém, se o seu chefe fizer uma contraproposta para se manter na empresa, essa é uma ótima oportunidade de aceitar também. Você se sentirá motivado, prestigiado e sem necessidade de se adaptar a outro lugar.

De qualquer forma, pode ser que mesmo que o seu chefe aumente seu salário, ainda não cubra a nova proposta. Sendo assim, deverá calcular qual é a melhor opção. Talvez esse aumento possa ser suficiente, outras vezes não.

Não se esqueça de avaliar também qual das opções terá uma melhor instabilidade. Pois escolher uma dessas empresas e ser demitido em pouco tempo será um choque terrível.

Analise outros detalhes

Existem outros critérios que são extremamente importantes para serem avaliados, além do crescimento profissional e financeiro.

Você precisa saber onde está localizada a outra empresa, pode ser em outra cidade, com possibilidade de mudança, no mesmo município, mas muito longe, como é comum acontecer em São Paulo. Analise também o trânsito, estresses da viagem, qualidade do transporte.

Conheça também o local de trabalho, a segurança que ele oferece, a qualidade das ferramentas que irá usar no seu dia e a forma de pensar da sua empresa. Mesmo recebendo mais, você poderá ter muitas dificuldades de adaptação com tudo isso.

Coloque na balança todos os benefícios e pontos negativos oferecidos por cada empresa. Veja quais deles você está disposto a aceitar e abrir mão. Mas, por fim, escolha aquela proposta que mais lhe dê vantagens.

Seja ético durante o processo

Para terminar o conteúdo, considere sempre ser ético com a sua empresa atual e com aquela que está lhe oferecendo um novo serviço. A transparência sempre é bem vista e vai te ajudar a tomar os melhores caminhos.

contraproposta salarial

Não é ético ficar chantageando os dois lados, por exemplo. Ainda mais para escolher um que você sempre quis. Dependendo de como conduzir a situação, você poderá ficar desempregado e jogar no lixo as duas propostas. É assustador, mas pode acontecer.

Claro que alguns pontos podem ser mudados e adaptados para que você aceite uma proposta ou outra. No entanto, isso deve ser feito de forma natural, sem forçar nenhuma situação ou fazer as empresas entrarem em conflito – mesmo que sejam concorrentes.

Veja como dá para consultar o pagamento do PIS [online e de graça]

Seja transparente, criterioso, analise com cuidado as duas propostas e evite qualquer briga que estrague sua imagem. Já pensou ter que pedir emprego na empresa que desprezou depois de algum tempo?

ANÚNCIO