Contos Minilua: O livro de John Stone #43

E nesta primeira parte, confira o trabalho de uma das leitoras mais participavas do site. Seu texto, baseado em muito mistério e claro, muito suspense. Uma boa leitura!




O livro de John Stone

Por: Anônima envergonhada

(Este é um conto fictício, não é para dar medo caso perguntem, usem a imaginação e se divirtam com esta fantasia/horror.)

Num mundo onde o brilho do sol não toca o chão, existem criaturas estranhas e más que habitam os sonhos de todas as pessoas do mundo.

Há vários estudos sobre os sonhos e pesadelos, mas nenhuma alcançou a proeza de John Stone, um grande escritor e amante da feitiçaria, que através do seu saber criou um livro, mas não um livro qualquer, ele criou o livro dos “sonhos”.




Parte I

Trabalhando dia e noite sem parar, pesquisando tudo o que estava ao seu alcance,  John criou o livro que ele acreditava poder trazer dos seus sonhos o amor que perdera durante o parto de sua filha.Ele dedicou cada dia de sua vida naquele livro, e finalmente chegara o dia de testá-lo.

“Com os dedos toca a capa, um brilho nasce em seu olhar, lentamente abre o livro, uma suave brisa toca sua face e o transporta rapidamente para outro mundo.”

John olhou tudo a sua volta e o que viu definitivamente não era o que ele queria criar. Monstros por toda parte, os mais diversos e estranhos, que com o olhar faziam seu corpo gelar, mas uma criatura em especial lhe chamara a atenção, ele tinha mais de 2 metros, corpo semelhante ao humano, com garras enormes e afiadas, que provavelmente cortaria tudo que tocasse, e o olhar… O olhar tão frio e aterrorizante que qualquer um a quilômetros sentiria entrando e rasgando a sua alma…

Apavorado John correu, correu o máximo que pode, mas quanto mais ele corria, mas a criatura se aproximava. Já sem forças John caiu de joelhos no chão, foi quando que num piscar de olhos a criatura apareceu na frente dele, e sem esperar começou a rasgar toda a sua pele, a dor era insuportável e parecia que aquele sofrimento não teria fim, mas finalmente a criatura parou, e antes que John partisse a criatura sussurrou algo em seu ouvido.

“John acorda de seu pesadelo”.

Continua…

Caso gostem, eu continuarei a história, caso contrário pararei o texto por aqui…

Aceito sugestões…

Receba mais em seu e-mail
Topo