Contos Minilua: Fantasmas de uma noite amarga #23

E nesta segunda parte, a conclusão de uma das sagas mais divertidas do Minilua. Uma boa diversão, e até sábado!

                                                  Fantasmas de uma noite amarga

Por: Gabriel Vieira

Quinze anos se passaram desde o ocorrido, hoje eu possuo uma mulher maravilhosa, três filhos lindos, um cachorro super engraçado, um pênis de 30 cm, minha vida finalmente está boa.

Mas ainda possuo pesadelos com meu passado, tudo aquilo que aconteceu jamais será esquecido.

Há cerca de três anos meu irmão faleceu, ele morreu de câncer anal, mas isso não é importante, desde sua morte, coisas estranhas vem acontecendo.

Vou começar pelo começo, depois do ocorrido eu me formei no ensino médio, cursei uma boa faculdade, me formei em Engenharia e hoje trabalho em uma grande empresa.

Às vezes me pergunto por que aquilo aconteceu comigo, vivemos em um planeta com 19 bilhões de habitantes, e isso poderia ter acontecido com qualquer um, porém isso tudo aconteceu comigo, parece que ainda tenho várias ligações com meu passado.

Outro dia quando voltava do meu trabalho, passando por um beco escuro, escutei vários gritos, foi então que vi uma pessoa pegando fogo, quando cheguei mais perto para socorrê-la percebi que era apenas mais um mendigo e continuei meu caminho até minha casa.

 

No dia seguinte resolvi checar meus emails e dar uma olhada no meu Orkut, quando abri minha Internet Explorer tomei um susto. Abriu o histórico sozinho e no topo havia um site estranho, o mais estranho ainda, é que ninguém entra no meu computador, pois eu coloquei um cadeado nele.

Fiquei alguns minutos pensando se entrava ou não, até que resolvi entrar, o site era estranho, tinha algumas postagens bem diferentes dos sites atuais.

 

 Continuei fuçando o site, mas não encontrei nada de especial, apenas uma ótima matéria sobre uma das melhores taras sexuais que já vi.

Depois disso fui trabalhar. Quando eu voltava do trabalho passando pelo mesmo beco escuro, escutei vários gritos novamente, porém dessa vez não era um mendigo em chamas, na verdade, eu não sabia o que era eu apenas fiquei paralisado olhando para dois grandes olhos vermelhos menstruação ao fundo do beco, até que eu apaguei.

 

Depois de algum tempo eu acordei, estava sem minhas calças e com as pernas um pouco bambas, escorria um pouco de sangue também, mas eu devia ter me cortado quando ocorreu o impacto do meu corpo com o chão depois que desmaiei, estava muito tonto pra ir caminhando até minha casa, então resolvi pedir carona.

Um bondoso senhor em seu fusca me deu carona até minha casa, quando passei pela porta minha mulher perguntou:

- Onde você estava que demorou tanto?

Eu falei:

- Eu desmaiei enquanto vinha para casa, mas agora está tudo bem.

Então ela falou:

- E esse sangue escorrendo entre suas pernas? O que aconteceu?

Eu disse:

- Quando eu desmaiei devo ter me cortado no impacto com o chão, mas vai ficar tudo bem.

Estava muito cansado então fui dormir.

No outro dia, fui chegar meus emails novamente e notei que alguém havia me adicionado no MSN, seu email era capivara_33cm_mole_tesudo@hotmail.com.

Eu adicionei, pois estava curioso para ver quem era. Recém-aceito ele e ele já começara a falar comigo:

- Lembra de mim?

Eu respondi:

- Não, quem é você?

Ele fala:

Ele - Eu sou uma das pessoas que mais te aterrorizou na sua adolescência.

Eu - Justin Bieber?

Ele - Não seu babaca, sou a capivara albina esqueceu?

Agora tudo estava fazendo sentido, menos uma coisa, como um fantasma de uma capivara iria ter MSN? Porém eu estava cansado de sofrer pesadelos por causa desse monstro, então resolvi tomar uma atitude de macho, e o apaguei do meu MSN.

Logo após a conversa sai para trabalhar, estava com muito medo de voltar sozinho e passar pelo beco novamente, mas tomei uma decisão, seria naquela noite que iria acabar com tudo.

Já estava na hora de ir embora, guardei minhas coisas e sai. Cheguei ao maldito beco escuro, logo a capivara albina apareceu, porém ela estava acompanhada de sua amiga capivara negra.

E começamos a lutar, fui mordido várias vezes, mas eu sou muito forte para apanhar de miseras duas capivaras fracas, foi ai que elas me surpreenderam!

Eles se fundiram e formaram uma capivara muito forte. Há essas horas a “bosta” já escorria entre minhas pernas, e já não havia mais nada o que fazer.

Nem vocês esperavam por essa, mais quando eu alcancei a puberdade e alguns pelos começaram a nascer em regiões que não vou especificar, eu adquiri superpoderes e resolvi usar contra essas capivaras malditas.

Usando minha “superpistola” acertei um tiro certeiro, que desfragmentou os dois fantasmas, que voltaram para o saco do pai deles. Logo após isso uma luz acendeu ao fundo do beco, lá estava Fernanda e meu Irmão, que morreu de câncer anal com seu cu pingando sangue. Eu me aproximei deles, e eles me contaram que enfim foram libertados. E mais, que poderiam  curtir o resto da eternidade no lugar onde se passa o resto da eternidade.

 Tudo acabou a saga da capivara albina chega ao fim, eu sei que você agora está chorando, roendo as unhas, puxando os cabelos da bunda, mas é a vida, tudo que um dia começa um dia tem que acabar adeus.

Reaja! Comente!
Topo