Conheça um garoto de 9 anos que tem 300 dentes

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Quando os adultos refletem sobre as fotos da infância, geralmente percebem todos os dentes que estavam faltando. Isso é natural, pois os anos pré-adolescentes são quando a maioria dos dentes de leite cai e é substituída por dentes adultos.

O problema exatamente oposto é verdadeiro para um garoto de 9 anos que mora nas Filipinas. Ele espera um dia olhar suas fotos e ver menos dos 300 dentes que atualmente enchem sua boca.

300 teeth

Johncris Carl Quirante é de Barangay Looc, Dumanjog, Cebu. Quando ele ainda era bebê, seus pais não tinham ideia de que ele sofreria da condição conhecida como Hyperdontia.

No entanto, quando ele tinha dois anos, ficou claro que algo estava errado. Em vez de ter 20 dentes de leite, o que é normal, ele tinha pelo menos 50.

Seus pais não tinham recursos para ele visitar um dentista até os cinco anos de idade, quando havia mais de 150 dentes visíveis em seu primeiro raio-x.

Sua condição piorou nos quatro anos seguintes, até sua boca estar cheia de 300 dentes.

300 teeth

Johncris passou recentemente por uma cirurgia para extrair 40 dentes. A operação foi bem-sucedida e o garoto está se recuperando bem. Embora esse procedimento tenha sido um sucesso, ele precisará de sete operações adicionais antes que sua boca esteja totalmente funcional.

Apesar da dor que sofria com todos os dentes, Quirante foi à escola e se destacou. Ele está agora na quarta série. Segundo seus professores, ele é um dos melhores alunos da escola.

Embora inicialmente tenha tido dificuldade em aprender a falar, ele superou esse desafio e está no mesmo nível de desenvolvimento que seus colegas.

300 teeth

Depois que as cirurgias restantes para remover os dentes extras foram realizadas, um processo que levará quatro anos para ser concluído, Johncris quer continuar sua educação. Ele espera um dia se tornar um engenheiro.

A condição da criança, Hyperdontia, afeta entre 1-4% da população do mundo e é duas vezes mais provável de ocorrer em homens do que em mulheres. Os pesquisadores não sabem ao certo o que exatamente causa a doença, mas acreditam que os fatores hereditários e ambientais são responsáveis.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Weird Asia News