Início Bizarro

Conheça 9 receitas chinesas muito bizarras

A China é um país gigantesco, que conta com uma cultura riquíssima e uma pluralidade muito grande de povos se encontrando a todo instante em seu território. O local conta com diversos pontos turísticos, porém, outro detalhe que também chama muita atenção é a culinária chinesa, que conta com algumas características únicas no mundo.

Antes de mais nada, é necessário destacar que ela parece bizarra para nós, do ocidente, mas isso não quer dizer que seja estranha de fato ou imprópria para consumo. São apenas culturas diferentes. Sem mais delongas, se você quiser conferir quais são os pratos mais bizarros da culinária chinesa, confira o nosso artigo mais abaixo.

Foto: (reprodução/internet)

Espetinhos de insetos

Não vamos destacar apenas um inseto aqui, pois são muitos os que são consumidos na China. É normal, em centros populares, se encontrar insetos vendidos em espetos, e muitos juram ser uma iguaria saborosa, apesar do sabor exótico.

Foto: (reprodução/internet)

Para quem não é acostumado, não é recomendado experimentar, pois alguns podem ter o gosto da carne muito forte, como é o caso dos escorpiões. E não se preocupe com o veneno, as altas temperaturas neutralizam as substâncias venenosas.

Além dos insetos, também é comum encontrarmos aranhas e outros animais vendidos dessa maneira em feiras e restaurantes chineses. Se tiver coragem, e curiosidade para saber o verdadeiro sabor, é recomendado experimentar, mas pode não ser uma experiência muito agradável.

Omelete de bicho-da-seda

Quem vê o prato em um primeiro momento pode arriscar dizer que se trata de um omelete de uva passas, porém, não é bem disso que ele é composto. Na verdade, os pontinhos mais escuros são larvas do bicho-de-seda, iguaria apreciada em alguns países.

Foto: (reprodução/internet)

O animal é adicionado junto de cebola picada, que deve se misturar com os ovos batidos e tomar a forma que vemos na foto. A casca que envolve o bicho-de-seda também é utilizado na preparação do omelete, que muitos defendem ser uma delícia.

O prato é muito apreciado na China, mas não fica restrito apenas a esse país. Na Tailândia, país que tem sua culinária como referência global de sabores exóticos, também comem bastante o prato, que, devemos admitir, tem uma aparência tentadora.

Carne de morcego

O morcego é um animal que não parece muito apetitoso em um primeiro momento, porém, pode ser utilizado para preparar muitos pratos, de acordo com seus entusiastas, saborosos. Ele pode ser consumido de diversas maneiras diferentes.

Foto: (reprodução/internet)

O animal pode ser utilizado para se fazer sopas, ou ainda para se preparar um tipo de guisado, onde o morcego entra como um dos ingredientes, em conjunto de vegetais. Além disso, o consumo da carne é popular também por outras questões.

O povo chinês acredita que a carne do morcego acaba aumentando a potência sexual masculina, e por isso, é bem provável que o animal continue sendo consumido por lá durante muitos anos ainda. É especulado que uma sopa contendo o animal tenha sido o responsável pelo surgimento do novo coronavírus.

Panqueca tradicional chinesa

Outro prato que pode parecer comum, mas que quando vamos analisar sua composição, não continua sendo tão atraente assim, é a Panqueca da Pequim Antiga. Tradicional na China, a comida até tem uma cara boa, mas o sabor é bem distinto.

Foto: (reprodução/internet)

A massa da panqueca não é a que estamos acostumados, e conta com uma massa de pastel dentro dela. O grande problema é que a massa de pastel, em contraste com a da panqueca, acaba ficando muito dura, o que nos dá a sensação de que ela foi frita há anos.

Outro grande problema é o recheio. Os vegetais presentes são positivos, porém, toda a panqueca conta com maionese sem sal inclusa, e mais nenhum tempero, o que faz com que o prato fique com gosto apenas de maionese e massa de pastel velha.

Carne de rato

Rato é um animal visto por muitas pessoas com um grande transmissor de doenças, e nada mais do que isso. O pequeno mamífero causa medo e nojo em uma grande quantidade de pessoas, porém, tem quem utilize ele como carne para confeccionar um prato.

Foto: (reprodução/internet)

Esse prato, por exemplo, é feito de carne de rato, e convenhamos, a cara não é nada ruim. Caso o cozinheiro não avise, ninguém arriscaria dizer que a carne vem dos ratos, e por mais estranho que pareça, é bem comum na China.

Outros países, como Tailândia e Vietnã, também utilizam a carne de rato como ingrediente para a confecção de alguns pratos. O prato, que parece mais um yakisoba sem macarrão, pode até cair bem com um pouco de massa envolvida.

Miojo com ovo cozido

O miojo é um alimento bem popular na China e em diversos países do mundo, porém, os chineses realmente amam esse tipo de macarrão, principalmente quando misturado com outros alimentos. Uma das opções de mistura que mais faz sucesso por lá é a do miojo com ovo.

Foto: (reprodução/internet)

Também é bastante comum no Brasil, porém, por aqui, geralmente, a mistura é feita com ovo frito, que não é o caso do que acontece na China. Essa embalagem de miojo já pronto, por exemplo, veio com um ovo marrom cozido dentro.

O alimento não está estragado, e ficou com essa coloração porque foi preparado em conjunto de ervas, para dar sabor ao ovo, o que também influencia na aparência. O prato não é tão exótico, e é consumido até mesmo fora da China, mas continua sendo diferenciado.

Leite sabor feijão

Se você já não é muito fã de misturar leite com achocolatado ou qualquer outro alimento que dê mais sabor, não vai gostar nada de experimentar essa bebida chinesa. Acredite se quiser, na China eles vendem leite sabor feijão.

Foto: (reprodução/internet)

A bebida, por incrível que pareça, é bastante popular, mas o gosto é bem exótico para quem não é acostumado. Quem acha que o gosto ia ser sutil se engana muito, pois o sabor do feijão é bastante acentuado, causando uma experiência bem diferente nos degustadores.

De sabor forte, mas com a consistência normal de leite, o leite sabor feijão funciona como o caldo de feijão, popular no Brasil. Porém, a grande diferença é que ele não é salgado, o que pode causar mais estranhamento do que o normal.

Maria mole recheada de feijão

Se você já comeu maria mole, vai estranhar bastante essa iguaria que pode ser encontrada aos montes na China. O doce também é muito popular em território chinês, porém, por lá, o recheio é bem diferente do que estamos acostumados.

Foto: (reprodução/internet)

Até é possível encontrar algumas marias moles com recheio mais “comum”, com sabores de frutas, no entanto, o que mais surpreende é o de sabor feijão, alimento que parece ser do agrado da grande maioria dos chineses, já que fizeram até leite com esse sabor, como vimos anteriormente.

O sabor do côco misturado ao feijão dá uma sensação bem diferente no paladar, mas, por incrível que pareça, pode agradar muita gente, pois o feijão no interior do alimento também é doce. Sabor exótico, mas que pode até ser gostoso.

Espetinho de cobra

Um dos pratos mais bizarros da culinária chinesa é o espetinho de cobra, facilmente encontrado em feiras populares do país. A iguaria não é nem mesmo conhecida no ocidente, o que torna o seu consumo de gosto duvidoso, afinal, ninguém por aqui é acostumado a comer cobra.

Foto: (reprodução/turistandocomalu.com.br)

Para os que se preocupam com o veneno do animal, podem ficar tranquilos. O prato é feito em temperaturas altíssimas, o que acaba neutralizando as substâncias maléficas. Há quem diga que a carne de cobra é saborosa, e que vale a pena experimentar.

Apesar de não ser conhecido em outras partes do mundo, o espetinho de cobra é bem popular na China. Se quiser provar, fique à vontade, mas preferimos deixar a ingestão do alimento para os participantes de Largados e Pelados.

Afinal, por que os chineses comem pratos exóticos?

Muita gente ainda não sabe o porquê dos chineses se alimentarem de animais tão exóticos, e a verdade é que esse hábito surgiu há muito tempo atrás. Diferente do que pensam, esse não foi um costume que surgiu por opção, mas sim, por necessidade.

Foto: (reprodução/internet)

O solo chinês não é muito saudável para plantações, sendo que apenas 20% dele têm a capacidade de cultivar plantas. Se você aliar isso, ao fato de que a população chinesa é de mais de 1 bilhão de pessoas, já fica fácil deduzir o porquê deles terem que recorrer a todo tipo de fonte de proteína.

Não tendo a possibilidade de se sustentar através dos alimentos dados pela terra, e com fome, o povo chinês teve que recorrer ao que tinha de mais próximo a ele, e por isso, começou a consumir animais que no ocidente não são vistos como comida.

Precisamos respeitar a cultura alheia

Sabemos que um primeiro contato com culturas diferentes pode causar estranhamento, porém, nada disso justifica o desrespeito e até mesmo o preconceito que o povo chinês sofre por conta de seus costumes. Como dito anteriormente, isso surgiu por necessidade, não foi porque eles quiseram.

Assim como eles nos devem respeito, nós também devemos respeitar sua cultura e seus hábitos alimentares, pois, além de tudo, xenofobia é crime. Não seja levado por preconceitos, e, caso tenha interesse, se aventure a experimentar os pratos exóticos da culinária chinesa, pode ser que você goste.