Conheça os enterros medievais de vampiros encontrados na Polônia

ANÚNCIO

Três esqueletos de vampiros mutilados foram encontrados na Polônia Ocidental.

Acredite ou não, os três túmulos datam dos séculos XIII e XIV. Eles não foram enterrados no cemitério, mas na periferia da cidade, na vila de Górzyca.

ANÚNCIO

Arqueólogos poloneses dizem que os cadáveres mutilados exibiam buracos em suas espinhas, o que outros gostam de considerar: uma estaca no coração. Esses túmulos não eram coincidência. Eles eram enterros de vampiros estrategicamente escondidos.

Vampire Burial

Práticas apotropaicas

práticas destinadas a subverter o mal – eram comuns na Polônia pós-medieval e eram usadas em qualquer um que se pensasse tornar-se um vampiro ou que já era ‘um’. Os habitantes locais usavam instrumentos afiados para prender o pescoço e, às vezes, o abdômen.

ANÚNCIO

Dizem que os habitantes locais acreditavam que isso danificaria o corpo o suficiente para impedir que o vampiro se levantasse do túmulo.

Hole in Spine

Dos três esqueletos mutilados, os arqueólogos descobriram que a fêmea tinha a pior punição. Seus joelhos foram quebrados à força antes de enterrá-la de bruços e prender a cabeça com pedras. Um dos esqueletos masculinos foi encontrado decapitado e desmembrado.

Por que eles consideraram esses indivíduos vampiros em primeiro lugar? Parece que eles sofriam de cifose. Esta condição deu-lhes um arredondamento exagerado das costas. Quanto ao outro homem? Parece que seus ossos estavam em boas condições; no entanto, ele também foi enterrado com a cabeça confinada por duas pedras e um buraco na espinha.

Sim, eram pessoas que tinham problemas de saúde.

Você sabia que no noroeste da Polônia, especificamente Drawsko, foram encontrados cerca de 285 esqueletos humanos? Apenas seis dos restos mortais eram enterros de vampiros. Foi encontrado um homem adulto, três mulheres adultas, uma adolescente e um esqueleto de sexo desconhecido.

A maioria dos restos estava presa com uma grande pedra embaixo do queixo ou com uma foice no pescoço. Essas ferramentas tinham o objetivo de impedir que os mortos mordessem e se alimentassem dos vivos.

Vampire Grave

Folclore

O folclore dos vampiros se originou de tradições pagãs que se espalharam por toda a Europa Oriental; no entanto, o catolicismo romano não aceitou essas crenças.

Foi um período turbulento durante o período da Reforma na Polônia, mas parece que os padres estavam dispostos a aceitar rituais fúnebres pagãos. As igrejas acreditavam que isso ajudava as pessoas a seguirem sua doutrina.

Ao contrário dos filmes, os vampiros nem sempre eram feitos; eles nasceram. Eles também nunca foram aristocratas, quão convenientes, mas pessoas comuns.

Vampire Kit

Kits de vampiro

Não há dois kits exatamente iguais! Vendidos no século 19, os kits de assassinato de vampiros continham itens considerados necessários para a proteção de pessoas que viajavam para países do leste europeu, onde a população era conhecida por temer vampiros. Esses kits geralmente incluíam uma estaca de madeira, uma cruz e um alho em pó. Rupert Giles ficaria orgulhoso!

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys

ANÚNCIO