Conheça o local que está armazenando todo o conhecimento humano em caso de uma catástrofe

Mais uma vez o perigo de uma guerra guerra mundial surge, e também estão mais expostos do que antes à uma catástrofe natural devido às alterações climáticas, por isso temos que tomar algumas precações, no caso de haver sobreviventes.

Em Svalbard, um arquipélago na Noruega, que é conhecido como “o fim do mundo”, foi construído um cofre para dar abrigo a todo o conhecimento que a raça humana adquiriu ao longo do tempo, bem como sementes de plantas, frutos e árvores que existem ao redor do mundo.

O cofre do juízo final

Este lugar é conhecido como Svalbard Global Seed Vault , algo como “A abóboda de sementes mundiais”. Seu objetivo é preservar a biodiversidade de alimentos, caso haja um evento de proporções épicas.

Agora, além de sementes, este lugar remoto cercado por neve, também irá armazenar o “Arquivo Mundial Ártico”, com milhões de dados digitais que os países enviarão para ser protegidos.

Seed Vault trabalhador

A empresa Piql é a responsál por estas iniciativas, e uma vez passado o efeito nuclear, a guerra zumbi ou dominação de máquinas ou macacos, os sobreviventes poderão acessar este templo de sabedoria e de alimentos.

Esta oferta foi enviado aos governos; instituições científicas; pesquisadores; empresários e indivíduos para criar uma biblioteca gigante em todas as áreas do conhecimento, e eles dizem que, os dados e sementes podem ser mantidos neste local por mil anos …

Seed Vault, na Noruega

Rune Bjerkestrand, fundador da Piql, disse que o cuidado dos arquivos é feito através de “filmes fotossensíveis”, um médio analógico, pois estes rolos, disse ele, são mais seguros do que qualquer formato digital. Ao fazê-lo de maneira analogia “é como se estivéssemos gravando a história na pedra”, disse ele.

Os arquivos incluem fórmulas matemáticas; grandes obras da literatura; observações meteorológicas; música; imagens e documentos, com toda a história de cada um dos países e suas descobertas, arte, cultura, enfim, toda o caminho percorrido pela humanidade.

sementes conservadores em Svalbard

Até o momento, tanto o Brasil como o México já enviaram seus arquivos, mostrando a história de suas nações neste formato que permite que você leia diretamente do filme. Algo como um codex moderno.

Não há dúvida de que tudo retorna à origem, já que esta técnica foi usada nos tempos primitivos.

Túnel em Svalbard

Por um lado, emociona que a humanidade tenha um lugar assim, onde pode ser preservado grande parte de sua história… mas por outro lado, é triste que temos de estar preparados para assumir as consequências d que os mesmos seres humanos terminaram com a nossa casa…

Fonte: Laguiadelvaron

Receba mais em seu e-mail
Topo