Conheça esta teoria da conspiração que originou Stranger Things

Se você nunca ouviu falar em Stranger Things, tem algo muito errado. Afinal, a série virou um fenômeno entre público adolescente e jovem, até mesmo os adultos costumam gostar do enredo envolvendo o grupo de crianças nem um pouco comuns. O que provavelmente o público não sabe é que a história surgiu de uma teoria da conspiração. 

Isso mesmo! Existem relatos similares aos que são narrados em Stranger Things que podem ter acontecido em uma cidade dos Estados Unidos. A teoria da conspiração e seus desdobramentos inspiraram Matt Duffer e Ross Duffer na criação de todo o contexto da obra. Pelo visto a série agradou os críticos e o público, rendendo a ela mais de 10 prêmios desde o seu lançamento. 

Conheça esta teoria da conspiração que originou Stranger Things
Fonte: (Reprodução/Internet)

O que você irá conferir aqui neste artigo:

  • Tudo sobre a série Stranger Things;
  • Como surgiu a teoria da conspiração;
  • Detalhes sobre os relatos do Projeto Montauk;
  • Curiosidades sobre a lenda.

História de Stranger Things 

Stranger Things é uma série produzida pela Netflix e dirigida pelos irmãos norte-americanos Matt Duffer e Ross Duffer. A história se passa nos anos 80, na cidade de Hawkins, EUA, tendo como pano de fundo o desaparecimento de um garoto e acontecimentos paranormais conectados a este fato. 

Conheça esta teoria da conspiração que originou Stranger Things
Fonte: (Reprodução/Internet)

Os personagens principais são pré-adolescentes que fazem parte do mesmo grupo de amigos. No decorrer da série, eles fazem amizade com Eleven, uma garota com poderes psicocinéticos que fugiu de um laboratório onde era alvo de experimentos. 

O mais curioso foi a forma como os amigos encontraram a menina na floresta, enquanto procuravam por Will Byers, o amigo desaparecido. O local em que eles se depararam com Eleven era na mesma região onde o garoto teria sumido. Durante a trama, a garota revela lembranças sombrias e mostra suas capacidades sobrenaturais. 

Personagens principais 

Toda a história é movimentada principalmente pelo grupo de amigos. Existem adultos na série, mas quem dita mesmo o percurso da trama são os pré-adolescentes que na atração têm 10 anos de idade. Confira quem são eles: 

  • Eleven (Millie Bobby Brown): Eleven, que na verdade se chama Jane, fugiu do Laboratório Hawkins, local em que sofria experimentos. Ao conhecer os amigos a garota demonstra não saber se comunicar muito bem, mas tem habilidades incomuns;
  • Mike Wheeler (Finn Wolfhard): é um garoto muito inteligente e leal a seu grupo de amigos. No decorrer da série, ele acaba se apaixonando por Eleven;
  • Will Byers (Noah Schnapp): o garoto vive experiências anormais e desaparece ao cair em uma dimensão alternativa, mundo invertido ou dimensão sombria, lugar onde ele encontra monstros.
  • Lucas Sinclair (Caleb McLaughlin): o personagem não gostou de Eleven logo de cara e acabou desconfiando das intenções da garota. Ainda assim, continuou ajudando os amigos a desvendar os mistérios da cidade.
  • Dustin Henderson (Gate Matarazzo): Dustin é o amigo engraçado do grupo, se destacando por se apaixonar pela irmã mais velha de Mike e por se tornar próximo de Steve Harrington, um dos garotos mais populares de Hawkins;
  • Maxine Mayfield (Sadie Sink): a personagem Maxine começa a fazer parte do grupo de amigos a partir da segunda temporada.

Tudo sobre a série 

Stranger Things é composta por três temporadas e caiu na graça do público se tornando uma história viciante. A trama gira em torno do grupo de quatro amigos, inicialmente. Os meninos amam ciência e são fascinados por super-heróis e monstros de quadrinhos. Nesse contexto, adultos também incrementam a série como o delegado Jim Hopper (David Harbour).

Conheça esta teoria da conspiração que originou Stranger Things
Fonte: (Reprodução/Internet)

O maior desafio de Jim é enfrentar traumas pessoais para solucionar o caso do desaparecimento de Will Byers. O acontecimento envolvendo o garoto movimentou a cidade de Hawkins que não via relatos como esse há muitos anos. Inclusive, a parceira de investigação do delegado é a mãe de Will, Joyce Byers (Winona Ryder).

A primeira temporada da série, que foi ao ar em 2016, se passa em 1983. A principal missão das crianças nessa primeira parte da trama é encontrar o amigo desaparecido e  acolher Eleven, a garota com poderes psicocinéticos. Então, o grupo de amigos vai em busca de trazer Will de volta do Mundo Invertido. 

Segunda e terceira temporada

Em 2017, a segunda temporada de Stranger Things foi lançada e se iniciou no Halloween de 1984. O contexto já é outro, com os amigos tentando impedir que um dos principais monstros do Mundo Invertido aterrorize os habitantes da cidade de Hawkins. A segunda parte da série gira em torno desta missão. 

Já na terceira temporada, que foi ao ar em 2019, os adolescentes começam a protagonizar romance entre eles. Ainda assim, os acontecimentos sobrenaturais continuam sendo o principal foco da série e os garotos seguem tentando desvendar os mistérios da outra dimensão. 

Projeto Montauk – Teoria da conspiração por trás de Stranger Things

Para a surpresa de muitos telespectadores, a história de Stranger Things não é 100% original. Na verdade, por trás de sua criação existe uma teoria da conspiração conhecida como Projeto Montauk, um suposto programa do governo dos Estados Unidos voltado para experimentos.

Conheça esta teoria da conspiração que originou Stranger Things
Fonte: (Reprodução/Internet)

O Projeto Montauk teria sido criado durante a Guerra Fria com o intuito de desenvolver estratégias exóticas e técnicas de guerra psicológica, que vão desde viagem no hiperespaço e no tempo bem como a invisibilidade. Segundo a teoria, os experimentos teriam sido feitos na base da Força Aérea em Montauk, Camp Hero, localizada em Long Island. 

Além disso, esses estudos estariam conectados ao desaparecimento do destroyer de escolta USS Eldridge em 1943, conhecido como Experimento Filadélfia. Inclusive, a teoria foi relatada no filme Projeto Filadélfia que retrata a história de dois marinheiros que fazem viagem no tempo de 1943 para 1984, despertando memórias deletadas de Al Bielek. 

Viagem no tempo 

Al Bielek, que segundo ele seu nome verdadeiro seria Edward Cameron, relatou ter viajado no tempo e realizado experimentos com o irmão Duncan Cameron. De acordo com Bielek, seu irmão teria o corpo jovem com consciência de um homem com mais idade, e que chegou a liberar um monstro usando o subconsciente depois de vários experimentos. 

Assim, Duncan Cameron seria uma das crianças que foram alvos do Projeto Montauk. A teoria deixa a entender que existiam diversos outros garotos que fizeram parte desses estudos. Através dos relatos dos irmãos Cameron, os autores Peter Moon e Preston B. Nichols escreveram uma série de livros que tornaram a teoria da conspiração popular.

Preston B. Nichols chegou a declarar que testemunhou com seus próprios olhos os experimentos e viu toda a estrutura do laboratório. Os livros de ficção reforçam as histórias contadas pelos Cameron. Prova da popularidade dessa teoria, é que o Camp Hero foi transformado em um parque sendo muito visitado por curiosos da lenda. 

Semelhanças da série com os livros

Sem dúvidas, os irmãos Duffer se inspiraram nas obras de Nichols. A relação com os livros é perceptível desde o anúncio da Netflix sobre a série, quando a atração se chamaria Montauk. Depois foi renomeada para Stranger Things. Outra semelhança é a Cadeira de Montauk que, segundo Nichols, o ajudava a promover capacidades psíquicas através do eletromagnetismo.

Conheça esta teoria da conspiração que originou Stranger Things
Fonte: (Reprodução/Internet)

Segundo ele, estranhamente, Duncan Cameron começou a ter poderes psíquicos desenvolvendo a habilidade de mover objetos com a mente utilizando a cadeira. Esse relato não é novo para quem é fã de Stranger Things, já que um dispositivo parecido é usado por uma das personagens principais, a Eleven. A garota usa o objeto para abrir o portal do Mundo Invertido

Enquanto na teoria contada por Duncan Cameron, ele e alguns médios abriram portais da mesma maneira na procura de dispositivos que foram definidos pelo próprio projeto. Adivinha com o que eles faziam isso? Exatamente! Com a ajuda da Cadeira Montauk. Outra semelhança é a abordagem do Doutor Brenner, personagem que faz experimentos e tortura crianças, sem contar o enredo sobre monstros e dimensão alternativa.

Cadeira de Montauk

Ainda falando sobre semelhanças com Stranger Things, Nicholas declarou em seus livros que quem sentasse na Cadeira de Montauk iria ver uma uma espécie de monitor de transmissão e elementos invisíveis ou sólidos que poderiam surgir nessa tela. Esses detalhes também são relatados de forma muito parecida na série, o que rendeu uma disputa entre os artistas. 

No entanto, é inegável que os irmãos Duffer usaram os livros de Nichols como inspiração. Uma das maiores provas dessa referência artística é o Doutor Brenner (Mattew Modine), personagem que tortura crianças e as usam como experimentos como fez com Eleven. Sem contar o enredo explorando a existência de uma dimensão alternativa e de monstros. 

O Projeto Montauk realmente aconteceu?

Segundo o maior defensor da teoria, o escritor Preston B. Nichols, o porão da base Camp Hero foi coberto por cimento quando a Cadeira de Montauk foi destruída e o projeto foi finalizado. De acordo com o autor, após a missão ter sido encerrada, as memórias de todas as pessoas envolvidas foram suprimidas através das técnicas de controle de mente.

O presidente da Câmera de Comércio da região, Paul Monte, declarou que as histórias sobre o projeto foram floreadas. Porém, não duvida que alguns acontecimentos tenham passados por Montauk durante a Guerra Fria. A suspeita sobre os relatos cresceram em razão da base ser vigiada e patrulhada até hoje, deixando a entender que pode haver algo.