Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas

Muita gente questiona certos termos da legislação de trânsito em território nacional. Agora, como será que funcionam essas leis ao redor do mundo? A verdade é que as normas variam de acordo com os costumes de cada povo, com as políticas e administração de cada governo também. 

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Para os brasileiros, algumas dessas leis podem soar um pouco esquisitas. Mas é válido lembrar que aqui no Brasil também existem imposições de difícil compreensão. A título de curiosidade, confira quais são as 7 leis de trânsito pra lá de esquisitas que estão ou já estiveram vigentes por aí, e que você nem faz ideia.

7. Dirigir de chinelo 

Achou que o Brasil ia sair ileso no quesito esquisitice? Uma das interpretações no mínimo sem pé nem cabeça é a proibição de dirigir de chinelo e a não punição por dirigir descalço. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é omisso quanto à prática de conduzir veículo sem estar calçado.

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

O que o código prevê é a proibição de dirigir usando calçado que não firme os pés ou que comprometa o uso dos pedais. Por interpretação, dirigir descalço não teria problemas, enquanto rasteirinhas e saltos poderiam oferecer um risco à segurança do condutor e dos demais.

Já na Suíça é estritamente vedado conduzir o veículo descalço ou com chinelos. Para quem deseja visitar o país, essa é uma das leis básicas de trânsito que precisa saber. Convenhamos, que essa norma é mais coerente do que a interpretação usada pelos brasileiros.

6. Andar com veículo sujo

Na Rússia e na Romênia, o motorista é multado se andar com carro sujo. A interpretação do que é considerado sujeira excessiva é feita pelo policial. Já pensou essa regra valer para o Brasil? Muita gente estaria com um rombo gigantesco no banco.

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Se for até esses países, é melhor não correr o risco e manter o carro limpinho. Há quem diga que essa norma não é benéfica apenas para a estética do carro. A sujeira em excesso pode prejudicar a dirigibilidade, já que itens como janelas e faróis podem ser comprometidos. 

Consequentemente, isso pode impactar na segurança do trânsito. De acordo com o Portal do Trânsito, alguns estudos apontaram que os faróis sujos ou riscados podem afetar 50% ou mais da visibilidade do motorista. Também, não manter essas peças limpas pode prejudicar as lentes do carro, ofuscando a visão do motorista da faixa contrária.

5. Buzinar no carro alheio 

Outra norma para lá de esquisita é não poder buzinar se o carro não for seu. Essa lei é aplicada em Missouri, nos Estados Unidos. Agora, caso o proprietário do carro buzine, ele não será multado. 

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

No Brasil, é possível se deparar com placas em algumas cidades pedindo para não buzinar. Normalmente, os brasilienses restringem o uso da buzina para ela ser usada apenas em quando estritamente necessário. Trata-se de um costume, não está previsto na legislação.

Por outro lado, no CTB, art 227, dispõe que a buzina em alguns casos pode configurar como uma infração leve. Como por exemplo, fazer o uso em horários e locais proibidos pela sinalização ou se feito de forma prolongada e sucessivamente sem necessidade.

4. Possuir bebida alcóolica no veículo

Ingerir bebida alcoólica e dirigir é definitivamente proibido pela legislação brasileira, inclusive o motorista embriagado pode ser preso em flagrante. No estado de Rhode Island, nos EUA, também é uma prática proibida, só que um pouco mais rígida. 

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

O simples fato do motorista possuir uma lata de cerveja, ainda que lacrada, dentro do veículo já configura uma infração de trânsito. Pois é, se quiser comprar uma bebida e levar para casa, é melhor pedir para entregar, viu?

Outro país que impõe uma legislação rígida é o Chipre. No entanto, lá é proibida a ingestão de qualquer tipo de líquido enquanto dirige o carro, inclusive água. Da mesma forma, você pode ser multado se estiver comendo e dirigindo ao mesmo tempo.

3. Não checar debaixo do carro 

É nessas horas que o brasileiro percebe que a legislação nacional é tranquila em comparação com outras ao redor do mundo. Por exemplo, na Dinamarca o motorista é obrigado a conferir freios, buzina, faróis direção e checar se não há uma pessoa ou um animal escondido embaixo do carro.

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Isso mesmo! Se o motorista não cumprir esse protocolo, ainda que não tenha ninguém na parte inferior do veículo, estará sujeito à multa. Não sabemos ao certo o porquê dessa precaução dos dinamarqueses, mas é um pouco bizarro.

Falando em bizarrices, uma norma da Grécia não poderia ficar de fora desse tema. Se você estacionar o carro em um local proibido, pode ter a placa do veículo arrancada. Não pense que é por padrões. É por policiais.

2. Lavar o carro em casa

Diferente da Rússia e Romênia, na Suíça os motoristas podem ser multados por lavarem o carro. Mas, calma! A prática só é ilegal se for feita na garagem ou na frente da residência. A preocupação do governo é a possibilidade de contaminar o sistema de esgoto com o produto de limpeza. 

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Assim, se quiser lavar o seu possante na Suíça precisará gastar dinheiro e levá-lo até um lava-rápido. Pode parecer esquisito, mas até que faz um certo sentido o cuidado que o país tem com os serviços prestados à população.

Outra regra suíssa é que não se pode lavar o automóvel no domingo. O intuito desta norma é economizar água. Se o motorista for pego lavando o carro, terá que desembolsar dinheiro para multa.

1. Secar o carro com roupa íntima 

Nos Estados Unidos, cada estado possui uma legislação específica. Por exemplo, o que é proibido em Nova York pode ser tolerado em Los Angeles. Isso torna a vida dos turistas que gostam de dirigir um pouco complicada, né?

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Então, se você tem o intuito de visitar a América lembre-se de nunca secar o carro com roupa íntima usada. É isso mesmo! Essa prática é proibida em São Francisco. Mas fique tranquilo, se quiser secar o carro com roupa íntima nova não será multado.

Entre os brasileiros isso não é uma preocupação dos legisladores de trânsito. Mas em questão de vestimentas, dirigir sem camisa já foi um tema por aqui. A título de esclarecimento, não é proibido conduzir o veículo sem camisa. Não há qualquer norma que faça essa vedação.

Extintor no carro – Pode ou não pode no Brasil?

A legislação de trânsito brasileira deixa algumas lacunas que podem trazer confusão aos motoristas. Algumas normas podem até mesmo não fazer muito sentido. Como por exemplo a obrigatoriedade de extintor no veículo comercial. Antigamente, possuir esse item no carro era obrigação de todo o motorista. Recentemente, essa exigência mudou.

Conheça essas 7 leis de trânsitos pra lá de esquisitas
Fonte: (Reprodução/Internet)

Logo, se você for parado numa blitz e estiver num automóvel regular, não incidirá multa pela ausência do item tendo em vista que o tê-lo é opcional. Todavia, caso o fiscal de trânsito fizer uma abordagem e o motorista tiver um extintor no seu carro que não cumpra as exigências de regulamentação, a multa poderá ser cobrada. Além disso, o carro ainda pode ser retido. 

Em um vídeo do canal AutoPapo, alguns internautas criticaram a imposição, já que a maioria dos motoristas não possuem sequer um treinamento para usar o extintor. Da mesma forma é a regulamentação sobre o farol de neblina. Não é obrigatório todos os carros terem, mas se caso tenha deve estar funcionando. Caso o contrário, poderá pagar multa.

Outras curiosidades 

Você sabia que desde 2014 a cadeirinha se tornou obrigatória para crianças de 1 a 4 anos de idade ou de 4 a 10 anos que tenha menos 1,45 cm de altura. Assim, caso um agente de trânsito para o carro e perceba a ausência desse equipamento e a presença de uma criança dentro da faixa etária mencionada, será aplicada multa de R$ 293,47 e 7 pontos na carteira.

Além disso, o agente não deixará o pai que estiver conduzindo o filho prosseguir sem a cadeirinha em razão da infração. Agora, se o pai pedir um táxi ou uber para levar a criança até a escola sem o equipamento, ele poderá fazê-lo sem qualquer problema. Isso é algo a se pensar pelos legisladores, não é mesmo?

É ou não é sem noção?

Por fim,  além das 7 leis de trânsito pra lá de esquisitas, temos aquela norma que é a sem noção da vez. Na cidade de Waynesboro, situada no estado da Virgínia, as mulheres só podem dirigir na avenida principal se estiverem sendo guiadas pelo marido. No caso, ele fica na frente do carro, do lado de fora, indicando o percurso com uma bandeira vermelha. 

Se a mulher estiver sem o marido, ela estará sujeita à multa. Lembrando que se a bandeira não for vermelha também significa o cometimento de uma infração. Por mais estranho que pareça, práticas como essa ainda existem. Até pouco tempo, as mulheres eram proibidas de dirigir na Arábia Saudita. Para se locomover, elas precisavam de um parente homem ou motorista.