Vai comprar apartamento na planta? Não faça isso sem tomar esses 5 cuidados

ANÚNCIO

Comprar apartamento na planta é a realidade de muita gente hoje em dia. Isso porque existe um prazo maior para o pagamento. Mas, não é só isso. Essa compra programada também permite outros benefícios, como encontrar o imóvel a um preço mais justo.

Só que este conteúdo não é para trazer os benefícios de comprar um apartamento na planta. Na verdade, queremos trazer dicas para quem vai fazer isso, mas ainda está inseguro. Questões como estudar a construtora, os prazos e o projeto são imprescindíveis.

ANÚNCIO

Portanto, antes de você assinar o contrato com o banco, considere ler essa matéria e descubra os cuidados que são necessários para fazer uma compra inteligente e evitar dores de cabeça.

1 – Conheça o projeto

A primeira coisa que você deve analisar é o projeto do apartamento que será construído. Logo, você não pode tocar e nem ver por dentro e nem mesmo estudar as melhorias possíveis. Portanto, a melhor forma de estudar a compra é visitando o decorado e vendo o projeto.

Sendo assim, comece por ver os materiais de divulgação, de apoio e vai até as descrições técnicas da incorporadora. Tudo o que for conteúdo daquele prédio que será construído deve ser lido. Até mesmo porque essa será uma base para comparar com outros imóveis.

ANÚNCIO

Ah, tem uma dica: se você quer ter acesso a esses materiais vai precisar ir até a construtora, procurar na internet ou buscar a central de vendas. E se for muito complicado conseguir isso, bom, esse é um começo não tão bom assim, né.

2 – Pesquise a construtora

O próximo passo para quem pretende comprar apartamento na planta é conhecer e buscar informações sobre a construtora. Hoje em dia, é muito simples e rápido ter acesso a esses dados porque as pessoas podem publicar o que quiserem na internet.

Então, pode ser um bom começo você entrar em sites como o Reclame Aqui ou o Procon para saber se há reclamações e de quais tipos. Agora, não fique focado apenas nisso porque essas reclamações podem ser pontuais.

Logo, uma próxima dica é até mesmo buscar pessoas que moram em prédios da mesma construtora e falar com elas. No geral, a dica é fazer uma análise do histórico da construtora, avaliando qualidade das obras, saúde financeira, satisfação dos clientes, etc.

Ah, aqui também se inclui a análise do prazo de entrega. Uma das maiores reclamações de apartamentos comprados na planta é justamente sobre a entrega – que costuma demorar mais do que os novos proprietários esperavam.

3 – Saiba o custo-benefício

Esse tópico até poderia estar no final do artigo, mas ele é bastante importante. Então, não adianta você achar o seu projeto ideal e ver que a construtora é top de mercado, se o custo do apartamento for muito alto para você, né.

O contrário também vale: projetos ruins, construtoras que atrasam e um apê barato. Então, você tem que buscar o chamado custo-benefício, que nada mais é encontrar algum apartamento que caiba no seu orçamento e não vá te dar dores de cabeça, por exemplo.

Aliás, considere também pontos importantes como a valorização do imóvel, a localização, o tamanho, o custo do metro quadrado na região, a entrega da obra, a qualidade dos acabamentos, os benefícios do condomínio, etc.

Também sobre o custo-benefício, você deve ficar atento às cláusulas de garantia ou proteção dele. Por exemplo, a consequência se você desistir da compra, as multas, o prazo de troca de materiais ou consertos, a garantia contra problemas estruturais, entre outros fatores.

4 – Solicite a documentação

A próxima dica para quem vai comprar apartamento na planta é solicitar a documentação antes de assinar o contrato. E estamos falando do que eles chamam de “descritivo técnico” e tem outros também, que podem agregar valor ao seu conhecimento sobre o imóvel.

Por exemplo, o memorial deve conter o registro do projeto da obra na prefeitura local, além da autorização para o uso de determinados materiais, o acabamento que é usado, o comprovante de propriedade do terreno e por aí vai.

Todos esses documentos, inclusive, podem ser levados para quem advogado faça uma análise sobre eles. Isso porque ser importante para que você evite comprar algo que não lhe agrade – afinal, como já falamos, você não vai poder ver a obra pronta antes de fechar o acordo.

5 – Estude o pagamento

E para fechar o conteúdo trouxemos aqui a questão financeira, sobre a forma de pagamento. Atualmente, todos os grandes bancos permitem simulações para o financiamento. Por outro lado, você pode ter um bom desconto ao comprar à vista.

Ainda assim, isso requer cuidados. E nada como um contrato assinado por ambos e averiguado por advogados não seja suficiente. No caso do financiamento, a parte da papelada é bem mais burocrática – mas, também pode ser uma opção para quem não tem o dinheiro à vista.

Além do financiamento, temos ainda consórcios, possibilidades de usar os Fundos de Garantia por Tempo de Serviço e outras ideias. O jeito é pesquisar para encontrar a melhor alternativa para você.

Sobre o financiamento de imóveis

Sobre esse assunto, a gente tem vários conteúdos. Mas, podemos destacar os 3 últimos que foram publicados. Eles são sobre as plataformas online para simular o financiamento, a amortização da parcela do financiamento e os passos para financiar o imóvel próprio.

comprar apartamento na planta

Todos esses temas são importantes para quem vai comprar um apartamento na planta e está preocupado com a questão financeira. Afinal, essa pode ser aquela compra mais importante da sua vida e, logicamente, todo cuidado é necessário.

ANÚNCIO