Como eram feitos os olhos protéticos? Confira!

ANÚNCIO

Estima-se que o primeiro olho protético tenha sido produzido no século 29 aC O olho pertencia a uma mulher no que é agora o Irã.

Os historiadores acreditam que foi feita usando uma pasta à prova d’água, depois coberta de ouro e gravada com uma íris parecida com o sol.

ANÚNCIO

Fio de ouro segurava o olho bruto no lugar.

Por milênios, as culturas usaram várias formas de tapa-olhos – decoradas ou lisas – para esconder a desfiguração de um olho perdido, mas no início do século XVI, os fabricantes de vidro venezianos desenvolveram algo novo.

glass eyeball collection
Usando cerâmica e vidro, eles foram capazes de fazer próteses oculares que pareciam muito mais fiéis à vida do que qualquer coisa antes.

ANÚNCIO

Uma pessoa com um olho de vidro era capaz de passar em público sem que ninguém percebesse.

Embora os primeiros olhos de vidro fossem delicados e pudessem romper com facilidade – causando danos ainda maiores – os fabricantes de vidro na França e na Alemanha melhoraram rapidamente suas técnicas.

glass eyeball collection

O corpo dos olhos protéticos é firme, o que significa que cada um deve corresponder perfeitamente a uma órbita humana.

Centenas de variações de tamanho, espessura, cor e forma devem ser feitas antes de um encaixe, depois meticulosamente testadas até que se encaixe perfeitamente.

Íris pintadas com detalhes excruciantes, tamanhos variados das pupilas e até fios de seda embutidos para parecer veias fazem o olho de vidro parecer o mais real possível.

Os ocularistas fazem o possível para combinar com a cor dos olhos, o tamanho da íris e o tamanho normal da pupila.

Uma das limitações dos olhos de vidro até hoje é que a pupila não consegue se dilatar como um olho normal, e muitas vezes é uma revelação absoluta de que alguém está usando uma prótese.

glass eyeball collection
Hoje, os olhos protéticos costumam ser feitos sob medida para os pacientes.

O processo não é apenas uma ciência médica, é também uma arte.

Os ocularistas se esforçam para capturar não apenas a aparência dos olhos das pessoas, mas também as emoções.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys

ANÚNCIO