Veja como conseguir o informe de rendimentos de pessoa física

ANÚNCIO

Nem todo mundo se preocupa com o informe de rendimentos. Mas, é só começar a investir ou fazer algumas compras que isso se torna necessário. Afinal, você vai querer saber como conseguir o informe de rendimentos de pessoa física quando isso se tornar obrigatório para você.

Ah, você não sabe se tem que enviar esse documento para a Receita? A gente explica, abaixo, quem tem essa obrigação. Além do mais, vamos falar também sobre o que é o informe de rendimentos, como conseguir o seu documento e para que ele serve, no fim das contas. Além do que existem vários informes no país. Conheça-os.

ANÚNCIO

O que é o informe de rendimentos

O primeiro tópico é o mais simples e objetivo deste conteúdo. A ideia é explicar o que é o informe de rendimentos. E pode até ser que você já saiba, mas considere que se não entender sobre isso não vai adiantar nada descobrir como conseguir o seu documento.

Então, basicamente, o Informe de Rendimentos de Pessoa Física nada mais é do que um documento onde estão todos os ganhos de uma pessoa ao longo do ano. Geralmente, tem a ver com o ano anterior – à entrega da declaração do imposto de renda.

Nesse documento, você encontra os rendimentos tributáveis e os isentos de impostos. Também vão estar lá os ganhos com os investimentos. E, de modo objetivo, esse informe é usado para o envio da Declaração do IR.

ANÚNCIO

A dica é fazer isso de forma consistente e sempre usar os documentos oficiais porque o desencontro das informações pode gerar um problema para você na Receita Federal.

Quem precisa do informe de rendimentos

Com base no que diz a lei do Imposto de Renda, saiba que todas as fontes pagadoras devem enviar os informes para a Receita. De forma geral, empresas e pessoas físicas devem ter o documento preenchido anualmente.

Para a pessoa física, quando ela tem carteira assinada, o informe de rendimentos é feito pela própria fonte pagadora, isto é, a empresa. Tudo é feito com base na folha de pagamento. Para quem é autônomo, o processo deve ser feito individualmente.

Em resumo, as regras são as mesmas da declaração do IR. Então, no último ano, todo mundo com rendimentos tributáveis acima dos R$ 28,5 mil ou com rendimentos isentos acima dos R$ 40 mil deveria fazer a entrega da declaração – junto com os informes.

Os prazos também seguem a tabela da declaração do imposto à Receita Federal.

Como os investimentos entram nos informes

Todas as aplicações financeiras, isentas ou não do imposto de renda, devem ser declaradas se você seguir as regras ditas acima. Logo, você pode ter isso retido na fonte ou pode buscar na sua corretora de investimentos também. Isso tudo para a renda fixa.

No caso da renda variável, com ações e fundos imobiliários, considere que as instituições financeiras não são obrigadas a enviar o documento. Por isso, você enquanto consumidor pode solicitar o documento completo.

Os tipos de informes de rendimentos

Você sabia que existem vários tipos de informes de rendimentos atualmente? É verdade. Sendo assim, geralmente, a gente busca pelo modelo mais básico, que são preenchidos pelas empresas e entregue às pessoas físicas – que entregam para a Receita.

Nesse documento básico devem estar informações de previdências, de fundos, de poupança, de pensões, de indenizações, de 13º salário e de investimentos também.

Aqui neste tópico também é importante saber que a importância maior do informe é para o Imposto de Renda. No entanto, também podem haver outros usos, como para comprovar renda em pedidos de crédito, de financiamentos e até mesmo de cartão de crédito.

Isso vai acontecer especialmente se você não tem como comprovar renda de outra forma. Com o informe, você pode provar que os credores terão garantias quanto aos pagamentos das parcelas e a sua honra ao contrato.

Como conseguir o informe de rendimentos

Agora que você já sabe sobre o que é o informe e quem precisa desse documento, o próximo passo, que é o assunto chave deste conteúdo, é sobre como conseguir o informe de rendimentos para você enviar ao contador – isso para quem não tem carteira assinada.

De modo geral, você pode conseguir eles em bancos, corretoras e até mesmo no próprio INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). Logo, são as fontes pagadoras que emitem tal documento. A boa notícia é que hoje em dia dá para conseguir ele online.

Praticamente todos os bancos e corretoras possuem aplicativos ou sites onde ficam os esses informes anuais. No caso dos bancos, também dá para ir presencialmente até uma agência – mas, isso não tem necessidade real.

Em corretoras, você pode acessar o aplicativo ou o site, ir até a área do imposto de renda e lá vai estar o documento. É um processo muito rápido e simples. No site do INSS é a mesma coisa. E também dá para tirar mais informações no telefone 135.

Para finalizar…

Para terminar esse assunto sobre como conseguir o informe de rendimentos, considere que essa é uma parte burocrática que temos no Brasil. No entanto, também é uma forma comprovada de você documentar os seus vencimentos junto à Receita Federal.

como conseguir o informe de rendimentos

Por isso, o consumidor deve se manter atualizado sobre as informações, sempre buscando os informes em corretoras e bancos ou simplesmente analisando o que a empresa enviou ao governo – através do envio automático das suas informações.

ANÚNCIO