O que significa se você está rangendo os dentes e como isso pode acabar

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Se você já ouviu alguém ranger de dentes no meio da noite, sabe o que é um pesadelo.

O que significa se você está rangendo os dentes e como isso pode acabar

Como um usuário do Reddit descreveu tão apropriadamente: “Foi um dos barulhos mais estranhos que eu já ouvi! Me fez imaginar em dois enormes blocos de concreto deslizando juntos.

Os sons ocorrem quando as pessoas involuntariamente trituram, mastigam ou trincam os dentes – uma condição chamada trituração de dentes ou, mais oficialmente, bruxismo.

Embora pensemos principalmente no ranger de dentes como um ritual noturno, também pode acontecer quando você está acordado.

Estima-se que cerca de 8% dos adultos rangem os dentes e até 33% das crianças rangem ou apertem os dentes. Mas, alguns médicos suspeitam que esse número seja muito maior, pois muitas pessoas nem percebem que o fazem enquanto dormem.

Eis por que tantas pessoas rangem os dentes:

O estresse é um grande fator

Estresse e ansiedade são as principais razões pelas quais as pessoas rangem os dentes, de acordo com Michael Lerner, Laringologista de Yale.

Quando estamos estressados, nossos corpos liberam uma onda de adrenalina e cortisol – dois produtos químicos conhecidos por aumentar nossa freqüência cardíaca, aumentar nossa pressão arterial e aumentar os níveis de energia.

Lerner disse que essas mudanças intensas podem resultar em tensão muscular excessiva em nossos músculos da mandíbula e da mastigação, fazendo com que algumas pessoas rangam os dentes.

Outros podem simplesmente apertar a mandíbula quando estão estressados, algo que Lerner disse que “não é tão diferente de comportamentos relacionados à ansiedade mais reconhecidos, como roer unhas, girar os cabelos ou bater nas pernas”.

As evidências descobriram que as pessoas que estão passando por momentos estressantes – como divórcio, morte ou realocação profissional – correm maior risco de bruxismo.

Alguns especialistas médicos também suspeitam que esta condição afete mais quem mora em grandes cidades como Nova York ou Los Angeles, onde os níveis de estresse estão fora do comum.

“Pensa-se que as pessoas em ambientes, comunidades ou empregos de alto estresse rangem mais os dentes – exercitando a ansiedade.”, disse Derek Steinbacher, cirurgião plástico e reconstrutor da Yale Medicine.

O uso de alguns medicamentos

Acredita-se que o uso de certos medicamentos – incluindo antidepressivos e antialérgicos – causem bruxismo.

Ainda não se sabe por que prescrições como Prozac, Paxil e Zoloft têm esse efeito, mas um estudo teorizou que pode ser porque os ISRSs afetam os níveis de dopamina no cérebro – um produto químico que ajuda a controlar a atividade muscular e motora.

Certos medicamentos anti-histamínicos também podem estar ligados ao bruxismo devido a um efeito desinibitório que eles exercem sobre parte do cérebro que controla o sono e os ritmos circadianos, de acordo com pesquisas anteriores.

Se você suspeitar que seus remédios estão fazendo você ranger os dentes, seu médico poderá alterar sua dose ou tentar outra opção.

Álcool, cafeína e cigarros podem desencadeá-lo

Os pesquisadores descobriram que o bruxismo do sono é duas vezes mais comum em pessoas que bebem álcool, embora os motivos ainda não sejam claramente entendidos. Alguns especialistas em sono suspeitam que isso possa ter a ver com o simples fato de que o álcool interrompe nosso sono.

“O álcool é ruim para dormir em geral. O álcool faz você adormecer mais rápido, mas torna o sono muito agitado ”, disse Rafael Pelayo, especialista em sono da Stanford Health Care.

Teoricamente, isso significa que há mais oportunidades para os bebedores rangerem os dentes, pois tendem a dormir mais levemente. A maioria dos episódios de bruxismo ocorre nos estágios um e dois do sono – que é o sono mais leve – enquanto o bruxismo nos estágios posteriores e mais profundos do sono é muito menos provável.

Fumantes também são mais propensos a ter bruxismo.

Um estudo descobriu que o bruxismo é duas vezes mais recorrente em fumantes do que em não fumantes.

As razões pelas quais os fumantes rangem os dentes não são bem conhecidas. No entanto, acredita-se que a nicotina também perturbe os níveis de dopamina, que estão relacionados aos movimentos musculares.

Além disso, como a cafeína é um estimulante, chocolate, café, refrigerantes e outras bebidas de alta energia podem desencadear atividade muscular e levar a ranger os dentes. E, como o álcool, consumir uma tonelada de cafeína (a partir de oito xícaras de café) também está relacionado ao sono mais leve.

Pode ser um problema na mandíbula ou genética

Freqüentemente, apertar ou mastigar pode ser uma resposta a um problema na mandíbula, como uma mordida anormal ou dentes desalinhados e ausentes.

Novamente, embora exista uma associação conhecida entre anormalidades da mandíbula e retificação, a relação causa-efeito não é bem compreendida. Dito isto, pode ter algo a ver com a forma como os dentes se batem.

“Geralmente, os dentes se entrelaçam durante o sono, mas se os dentes não estão alinhados corretamente, os dentes não se encaixam corretamente e eles meio que deslizam entre si – é esse som de trituração que você ouvirá” Disse Pelayo.

Até 50% das pessoas que têm bruxismo têm um familiar direto que também range os dentes, de acordo com Lerner.

Mas, embora pareça haver uma forte ligação genética, os pesquisadores ainda não identificaram um gene específico de “bruxismo”.

O que significa se você está rangendo os dentes e como isso pode acabar

O que fazer se você range os dentes

O sinal revelador de que você tem um problema de ranger de dentes é se acordar regularmente com dores na mandíbula ou com dor de cabeça. Um dentista também pode examinar seus dentes e determinar se eles estão desgastados devido à retificação constante.

Se isso acontecer, há algumas soluções para você:

Primeiro é um protetor bucal. Invista em um bom material que o seu dentista possa adaptar à sua boca – ele ajudará a atenuar os danos do esmalte e aliviar a tensão muscular, de acordo com Lerner.

Se isso não funcionar, alguns médicos recomendam tentar injeções de Botox ao redor da mandíbula. Embora as injeções durem apenas alguns meses, elas podem ser super eficientes e evitar dores de cabeça causadas por tensão, disse Steinbacher.

Se parece haver uma influência genética, você pode reduzir o consumo excessivo de álcool e reduzir a cafeína. Como Pelayo disse: “Você não pode mudar seus genes, mas pode mudar seus fatores de estilo de vida“.

Embora o bruxismo possa ser uma condição extremamente dolorosa para quem tem, muitas vezes também incomoda o cônjuge ou parceiro que dorme ao lado – nesse caso, provavelmente é hora de pegar alguns tampões nos ouvidos ou dormir ouvindo música.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Huffpost