Comida picante pode reduzir o risco de morte precoce em 25%, afirma o estudo

ANÚNCIO

O bloqueio pode dar aos britânicos a chance de colocar pimenta em suas refeições, dizem os especialistas em coração.

Um estudo realizado por cientistas americanos descobriu que comer muito ingrediente picante reduz o risco de morte prematura em 25%.

ANÚNCIO

Em particular, os consumidores regulares têm 26 e 23 por cento menos probabilidade de morrer de doenças cardiovasculares (DCV) ou câncer, respectivamente.

Pimenta pode auxiliar na diminuição de sal

Victoria Taylor, líder de nutrição da British Heart Foundation (BHF), deu as boas-vindas aos resultados da equipe de Ohio.

Ela disse: “Muitos de nós estamos cozinhando mais do que o normal no momento e fazer experiências com ervas e temperos pode ser uma ótima maneira de animar suas refeições caseiras e adicionar variedade, de forma saudável e nutritiva.”

ANÚNCIO
Comida picante pode reduzir o risco de morte precoce em 25%, afirma o estudo
Foto: (reprodução/internet)

Pimenta fresca e seca, pimenta do reino ou suco de limão são formas mais saudáveis ​​de dar sabor às suas refeições, o que pode nos ajudar a reduzir o sal.”

“No entanto, tome cuidado com os molhos de pimenta prontos, bem como com as misturas de temperos e crocantes, pois costumam ter muito sal.”

Veja também: Você sabe como fazer o plantio do coentro em casa? Confira o passo a passo

Ler informações nutricionais é essencial 

“Use as informações nutricionais nas embalagens para ajudá-lo a encontrar opções com baixo teor de sal, pois muito sal está relacionado à hipertensão, que é um fator de risco para doenças cardíacas e circulatórias.”

“Se você quiser experimentar algumas receitas saudáveis ​​neste inverno, o site da BHF tem ótimas sugestões”.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fonte: Mirror

ANÚNCIO