O tripé do sucesso para começar bem nas redes sociais da sua empresa

ANÚNCIO

Todo mundo que tem uma empresa está querendo investir na internet – isso se é que esse empreendedor não fez isso ainda. Para quem ficou para trás nesse assunto, leia esse artigo, que fala exatamente sobre como começar bem nas redes sociais, evitando erros comuns.

Afinal de contas, antes mesmo de lançar a sua marca nas redes sociais considere ser importantíssimo estudar alguns pontos. Por exemplo, conhecer o público, as ferramentas online e até mesmo os erros que precisam ser evitados. Tudo isso é marketing digital.

ANÚNCIO

Até mesmo porque a internet é um mundo à parte dentro do marketing. Em uma das últimas pesquisas feitas pelo Ibope Media tivemos a comprovação de que são mais de 46 milhões de brasileiros ativos na rede e 77% deles seguem marcas de empresas.

Porém, na contrapartida, saiba que apenas 36% das empresas brasileiras possuem perfis nas redes sociais, segundo informações do Cetic.br. E isso é de se assustar, viu. Afinal, é um lugar onde toda marca deveria estar, né.

Para fechar essa introdução, saiba ainda que quando falamos em redes sociais, a gente considerar algumas plataformas das mais conhecidas. Por exemplo, nós temos: Facebook, Instagram, WhatsApp, Twitter e LinkedIn.

ANÚNCIO

O tripé do sucesso

Sobre investir em redes sociais para divulgar a empresa, fazer promoções e ganhar um novo público, além dos clientes que já existem, a gente tem um conteúdo que foi publicado ontem e segue a mesma linha.

Claro que aqui vamos falar de um tripé ultra importante para que você comece bem nas redes sociais. Nesse artigo de ontem, a gente falou de outro tema, o marketing de conteúdo para as redes sociais, que você pode ler mais tarde.

Agora, sem demorar mais nenhum pouco, vamos falar desse famoso tripé. Bora lá.

1 – A rede social é para interagir

A primeira coisa que você tem que saber é que a rede social é para interagir mesmo. Então, diferente das propagandas de TV, onde apenas a marca aparece e os consumidores só veem, na internet, o público fala, comenta, compartilha, critica e participa o tempo todo.

O problema disso é que muitos empreendedores acabam não aceitando muito essa questão. Então, esse é o primeiro erro porque é justamente a interação que faz da rede social uma das principais formas de divulgar marcas e produtos.

Veja um trecho de uma entrevista que encontramos online, do João Paulo Mehl: “Se a empresa quer estar na rede, então, precisa estar disposta a interagir de forma franca e direta. É altamente desaconselhável estar nas redes e não dar respostas que o público pede”.

Agora, quanto à isso, há uma boa notícia. Conforme a Cetic (Centro de Estudos sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação), mais de 70% das empresas que estão ativas na internet fazem isso: respondem a comentários, dúvidas e críticas de clientes.

2 – Na internet, a transparência é fundamental

A verdade é que a transparência com o cliente é fundamental sempre. Porém, saiba que internet, onde há um mundo de informações e mecanismos de buscas, o público pode encontrar facilmente uma informação errada ou omitida da sua marca.

Luísa Barwinski é outras especialista que tem um monte de vídeos gravados sobre esse assunto. Ela comenta, em um deles, sobre a transparência da informação.

“O consumidor tem muitas fontes de pesquisas em mãos e é muito fácil encontrar os mínimos detalhes que não foram ditos de maneira clara por uma ou outra empresa. Logo, isso torna essencial a atitude de toda e qualquer empresa: agir com transparência”.

E apagar o conteúdo que não saiu como o esperado, vale a pena? Na opinião de todos os especialistas consultados, não. Isso é um dos erros mais comuns. Para Barwinski, é preciso ter bom senso.

3 – Cuidado para não confundir com o pessoal

E para fechar esse assunto do tripé do sucesso para começar bem nas redes sociais da sua empresa vamos ao nosso último passo. Ele tem a ver com outro dos erros mais comuns dos novos empreendedores que aplicam em estratégias de marketing digital.

Curiosamente, sobre esse assunto, saiba que ele chegou até mesmo em altos poderes, como o Superior Tribunal Federal. Então, considere que usar a empresa para dar opiniões, que são pessoais, não é algo legal. Exceto se estivermos falando de um artigo de opinião.

Mas, no geral, a sua empresa é para falar de assuntos importantes de cunho profissional e jamais pessoal. Por isso, não confunda as bolas, literalmente falando. Por isso, para falar pessoalmente use o seu perfil pessoal e não da empresa. Isso evita o erro.

Bônus – para começar bem, que tal o Facebook?

A gente terminou o assunto sobre os 3 pontos mais importantes para dar os primeiros passos nas redes sociais e evitar gafes. Mas, também tomamos a liberdade para falar sobre o Facebook, que quase sempre é a porta de entrada para muitas empresas.

Saiba que justamente sobre ele é importante estar atento a algumas características que essa plataforma possui. Por exemplo, é fundamental optar por escolher um perfil ou uma página porque são ferramentas diferentes.

começar bem nas redes sociais

De modo geral, empresas possuem páginas e não perfis. Isso fica explicito nos termos de serviço do Facebook. Sem contar que traz benefícios para a sua marca: número ilimitado de fãs, publicidade paga, níveis de administração e, claro, as estatísticas.

E sobre as publicações, ou melhor, a frequência delas, o próprio Face diz que o ideal é fazer isso, ao menos, “1 vez por dia”. E ainda sugere você pensar em tipos certos de conteúdo, como “ofertas de produtos e serviços”, fotos e vídeos” e “perguntas”.

ANÚNCIO