Minilua

Coisas mais estranhas que governos já baniram #1

Seja para um simples controle da população ou para sua segurança, os governos adoram banir coisas, mas as vezes eles acabam exagerando:

Proibido ser emo

Os emos foram uma das tantas modinhas que surgem, angariam diversos jovens e somem sem deixar vestígios. Para o azar russo, essa mania também chegou por lá, mas os problemas foram tantos, que o governo queria proibir todos de serem emos (o que não é um mal negócio).

Segundo o governo, as taxas de suicídio no país cresceram demais com a adoção da moda emo, por isso ele queria proibir as roupas, os cabelos e qualquer coisa que pudesse ser chamada de emo. Mas, antes dessa censura ter que fazer seu trabalho, uma nova modinha surgiu e os emos sumiram.

Proibido ter peitos pequenos

Você pode até achar que é mentira, mas o governo australiano criou uma lei proibindo mulheres com peitos pequenos de aparecerem em filmes adultos. 

Você já deve estar pensando que os governantes de lá são uns tarados e querem ver apenas peitões em seus vídeos pornôs na internet, mas, na verdade, eles possuem um “bom” argumento.

Segundo o governo, mulheres com peitos pequenos em filmes adulto influenciam os homens a fazerem sexo com garotas novinhas. Por isso, banir peitos pequenos seria uma ajuda contra a pedofilia no país.

Proibido reencarnar

Na China, a morte parece ser algo sério, tanto que eles criaram uma lei para determinar quem pode ou não reencarnar. Segundo o governo chinês, qualquer pessoa que pretenda reencarnar, precisa de uma autorização do governo.

Essa lei mais louca que minha vó dando estrelinha de tanga foi feita porque o governo chinês tem uma briga com o Dalai Lama, que, supostamente, é um homem que nasce reencarnado para aliviar o sofrimento do mundo. Pela crença chinesa, agora eles poderiam determinar quem vai ser o próximo Dalai Lama, afinal, que não tiver os “papéis chineses” não vai poder voltar a vida.