Cliente do McDonald’s agride brutalmente gerente após ser lembrado de colocar máscara

ANÚNCIO

Imagens chocantes mostram um ataque violento a um gerente do McDonald’s por um homem aparentemente enfurecido ao ser lembrado de que deve usar uma cobertura de rosto enquanto Hong Kong cria novas regras.

Imagens mostram um cliente do McDonald’s lançar um ataque furioso a um gerente de restaurante por lembrá-lo de colocar uma máscara facial.

ANÚNCIO

Imagens virais parecem mostrar um homem enfurecido forçando seu caminho atrás do balcão e dando socos e pontapés no trabalhador de fast-food, identificado em relatórios como gerente e por seu sobrenome Luo.

Cliente do McDonald's agride brutalmente gerente após ser lembrado de colocar máscara

A polícia confirmou que um homem está sob investigação depois que as imagens foram divulgadas em sites de notícias em Hong Kong, onde medidas estritas foram anunciadas nesta semana para derrotar um aumento neste mês de infecções por coronavírus.

ANÚNCIO

O homem teria entrado na cadeia de fast food sem cobrir o rosto e pediu comida com uma companheira.

Ele ficou bravo quando o membro da equipe o lembrou de colocar um nos relatórios da Rádio Televisão de Hong Kong.

A filmagem parece mostrá-lo dando socos antes de empurrar o funcionário do McDonald’s para o chão e chutá-lo várias vezes na filial, que fica no Shan King Commercial Center, no distrito de Tuen Mun, em Hong Kong.

No clipe, o homem responde gritando “chame a polícia então”.

Relatos dizem que o trabalhador sofreu ferimentos faciais e está recebendo tratamento hospitalar após o incidente que ocorreu no início da terça-feira.

O McDonald’s disse a repórteres locais que não estão mais atendendo a ninguém que não esteja usando coberturas faciais ou apresentando sintomas.

Cliente do McDonald's agride brutalmente gerente após ser lembrado de colocar máscara

O jornal local Apple Daily relata que o homem e a mulher deixaram o restaurante rapidamente e entraram em uma van do lado de fora.

Foi feita uma denúncia à polícia que prendeu o suposto motorista de van, um homem de 27 anos, identificado pelo sobrenome Zhang, que não era o suposto agressor.

A caçada ainda está em andamento para o cliente violento.

Uma declaração do McDonald’s disse: “Damos grande importância à saúde e segurança de clientes e funcionários, e continuaremos a cooperar totalmente com as medidas antiepidêmicas do governo, incluindo não atender temporariamente as pessoas com febre ou não usar máscaras.

“Continuaremos a implementar o compromisso do McDonald’s em Hong Kong de proteger a saúde e a segurança de clientes e funcionários”.

Autoridades de Hong Kong dizem ter identificado uma terceira onda de infecções por coronavírus.

Entre as novas e estritas medidas está a proibição de reunir mais de quatro pessoas em público.

As pessoas também poderiam ser multadas em £ 510 por não usarem coberturas faciais nos transportes públicos.

A comida para viagem só pode ser servida entre as 18:00 e as 05:00.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Mirror

 

ANÚNCIO