Cientistas descobrem um lugar na terra inabitável para qualquer tipo de vida

ANÚNCIO

Através do deserto, ainda em camelos, os membros da tribo transportam o sal que extraem à mão e que serve como meio de subsistência, e permanecem nessa área conhecida como Inferno na Terra. Todos os dias viajam até 20 quilômetros para levar lenha e água para suas casas, caminhando no solo mais quente do planeta e com um vento que se afoga pelo calor e pela carga de areia que carrega.

ANÚNCIO

Na área da Eritreia, onde este deserto também se estende, foram encontrados vestígios de homo erectus, que remontam 800.000 anos, e que também se adaptaram às condições do local, mas cujo desenvolvimento não estava nessas piscinas de sulfuretos E muito sal.

Cientistas descobrem um lugar na terra inabitável para qualquer tipo de vida

Algo que também chamou a atenção é que são encontrados grãos microscópicos de sílica, que podem ser confundidos com células, para que avisem que algo semelhante poderia acontecer em outros planetas e que as equipes de pesquisa recebam essa “falsa evidência” de que a vida existe ou as possibilidades de seu desenvolvimento.

ANÚNCIO

Por esse motivo, os pesquisadores da Danakil apontam que aqueles que realizam missões em Marte e em outros lugares têm protocolos para verificar os sinais que acreditam encontrar e que podem indicar que existem condições para a vida.

Cientistas descobrem um lugar na terra inabitável para qualquer tipo de vida

Obviamente, isso não impedirá a exploração de territórios fora do nosso planeta, mas coloca novos aspectos que devem ser considerados na hora de realizá-los, uma vez que encontrar água não será um teste definitivo.

ANÚNCIO