Minilua

A ciência explica o sobrenatural

Fantasmas em fotos, aparições em casas antigas e relatos de assombrações são comuns no mundo todo, mas o que aparentemente é algo sobrenatural e sem explicação, pode ser explicado pela ciência:

Assombrações noturnas

Casos de avistamento de assombrações são tão comuns, que existem pessoas que ganham a vida visitando casas supostamente mal-assombradas e tentando provar a existência dos fantasmas. Mas alguns famosos casos de aparições de outro mundo possuem uma explicação bem mundana.

Em 1921, um livro publicado nos EUA contava a história de uma família que vivia em uma casa assombrada. A chamada de família “H” (para deixar em segredo o nome) vivia em uma residência onde eles afirmavam existirem fantasmas. Todos os membros admitiam ouvir portas batendo e coisas sendo arrastadas na casa durante a noite.

Durante um bom tempo, a família conviveu com esses problemas, que deixavam todos preocupados e depressivos. O tempo passou e as assombrações pareciam aumentar a cada dia, até que uma antiga fornalha, responsável por enviar o gás carbônico gerado pelas pessoas que viviam na casa para fora, foi dada como estragada. De fato, ela estava retendo o gás, o que era realmente perigoso.

O gás carbônico, apesar de ser inodoro e incolor, é extremamente nocivo quando absorvido em grandes quantidades. Ele possui uma taxa de absorção muito grande, se comparado com o oxigênio. Isso pode criar cenários onde as pessoas ficam tontas, sentem náuseas e, em casos extremos, pode levar a morte.

Entre a inalação e a morte, existe um estágio muito interessante. Quando começamos a absorver quantidades maiores de gás carbônico, o cérebro começa a receber menos oxigênio, isso faz com que a pessoa entre e um estado alucinógeno, onde as mais diversas coisas podem ser vistas e ouvidas, sem que nunca tenham ocorrido. Por isso, toda as noites, quando a casa estava fechada, a família H começava a ver e ouvir fantasmas, algo que muito provavelmente era causado pelo acúmulo de gás carbônico no local.

Não são incomuns relatos de aparições de fantasmas que estão ligados ao acúmulo de gás carbônico. Em 2005, nos EUA, uma mulher chegou a alertar a polícia devido a fantasmas em sua casa, para depois descobrir que um vazamento fez com que sua casa recebesse uma dose enorme desse gás, criando uma ilusão que parecia totalmente real.

Vendo fantasmas

A maior parte dos relatos de fantasmas envolvem a visão periférica e criaturas sombrias vistas por um segundo. Em muitos casos, não passa da sombra de uma cadeira ou de alguma má interpretação do cérebro. Contudo, existem vezes em que a sensação é tão real, que até mesmo o mais cético começa a acreditar que viu algo de outro mundo. Mas será que existe uma explicação mundana para isso?

Pesquisadores da Federal Polytechnic School of Lausanne descobriram que nosso cérebro, quando sofre alguns tipos de estímulos, é capaz de criar “seres sombras”, que são resultados da consciência confusa. Existe uma região cerebral chamada junção temporoparietal esquerda, que é a responsável por determinar nós mesmos, como um ser. Quando esse local é estimulado, neste caso por eletricidade controlada, coisas para lá de estranhas ocorrem.

Testes feitos em um paciente mostraram que esses seres das sombras são reais, pois o cérebro os cria. Quando recebeu os estímulos, o paciente falou que estava vendo uma sombra perto de si. Quando ele se levantou, a sombra fez o mesmo e quando um papel foi dado na mão da cobaia para ela lê-lo, o paciente disse que a sombra não o deixava ler!

Essa coisa estranha é explicada pelos cientistas. Segundo eles, quando aquele pedaço do cérebro responsável por determinar quem e o que nós somos ficou confuso, o cérebro não sabia mais determinar os limites do ser, ou seja, a sombra era o corpo do paciente, mas o cérebro entendia que ele fazia parte de outro ser, criando essa ilusão de um homem sombra.

Apesar de ser uma poderosa máquina, nosso cérebro é suscetível a muitos erros. E esse tipo de estímulo pode ocorrer espontaneamente, gerando ilusões tão fortes, que são dadas como reais para quem as vive. Por isso muitas pessoas juram terem vistos fantasmas ou vivido experiências estranhas, pois para elas foram real, mas, na verdade, era o cérebro passando por alguma alucinação gerada por ele mesmo.

<-- /home/edenilson/web/minilua.com/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/ciencia-explica-sobrenatural/amp/index.html //-->