CIA quer usar eletrodomésticos como espiões do futuro

375991

Você já imaginou se tudo que estivesse ao seu redor, todo eletrodoméstico, roupas e todo restante pudesse ser rastreado?

Pois é, de acordo com David Petraeus, diretor da CIA, isso não é só ficção, já que considerou com tanto entusiasmo a forma de “espionagem”.

“Tudo o que consideramos como objeto de interesse poderá ser localizado, identificado, monitorado e controlado à distância através de tecnologias como a identificação por rádio-frequência, redes de sensores, minúsculos servidores incorporados e coletores de energia – todas elas ligadas à Internet da próxima geração, através de uma capacidade computacional abundante, de baixo custo e muito poderosa”, disse Petraeus durante uma reunião da “In-Q-Tel”, (empresa ligada aos serviços secretos norte-americanos).

O teor da reunião foi divulgado no site da CIA e na revista Wired. A intenção seria poder acessar os dados em qualquer computador, em qualquer parte do mundo, como já acontece com o iCloud, da Apple.

"Na prática, estas tecnologias podem levar a uma rápida integração de dados de sociedades fechadas e permitir uma quase constante monitorização de praticamente qualquer coisa", disse o diretor da CIA.
Petraeus considera esta uma tecnologia que irá revolucionar o mundo, resumindo tudo na frase: "Temos de repensar as nossas noções de identidade e de secretismo".
"No mundo digital, os dados estão em todo o lado. São criados constantemente, muitas vezes sem intenção e sem autorização. Todo e qualquer byte revela informação sobre localização, hábitos e, por extrapolação, intenções e prováveis comportamentos"
, explicou.

A fim de tentar acompanhar a velocidade da informação, a CIA tem tentado aumentar seu acesso a tudo que esta sendo partilhado através da rede. “Por exemplo, entre os projectos da In-Q-Tel há um que permite a recolha e análise de feeds das redes sociais em todo o mundo e outros projectos que usam a computação em nuvem e outros métodos para explorar e analisar todos os dados que existem”, concluiu Petraeus.

Adaptado de publico

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/cia-quer-usar-eletrodomesticos-como-espioes-futuro/index.html //-->