22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer

Lu Guang é um fotojornalista chinês, muito criticado pelo governo chinês por documentar e falar abertamente sobre questões como dependência de drogas, HIV e poluição. Infelizmente, o fotógrafo pode ter se tornado a mais recente vítima da censura extrema do governo chinês – sua esposa relatou sua ausência no dia 3 de novembro.

Guang deveria participar de alguns eventos fotográficos na região de Xinjiang na China e depois encontrar seu amigo Chen em Sichuan. Mas ele não chegou a Sichuan. Nem sua esposa, Xu, nem o sr. Chen conseguiram entrar em contato com o fotógrafo. Mais tarde Xu foi informado de que tanto o fotógrafo quanto a pessoa que o convidou foram presos pela segurança nacional. Isto foi confirmado por oficiais da província de Zhejiang.

“Ele está perdido há mais de 20 dias”, disse Xu no Twitter . “Eu tenho contatado repetidamente a polícia de Xinjiang, mas sem sucesso. É o nosso 20º aniversário de casamento [semana que vem]. Nós deveríamos estar celebrando juntos. Eu só posso esperar por seu retorno seguro. ”
A região de Xinjiang é bem conhecida por sua vigilância dura e controle da comunidade muçulmana Uighur, muitas vezes prendendo repórteres investigando os eventos. “A realidade na China é que você nunca sabe se vai ter problemas porque não há regras escritas”, disse Lu em uma entrevista no ano passado.

Em 2004, o fotógrafo venceu o concurso World Press Photo por expor as aldeias de AIDS da China, onde muitas pessoas contraíram o HIV devido a procedimentos inseguros realizados quando doavam sangue. Confira algumas das fotos mais chocantes do fotógrafo na galeria abaixo:

Lu Guang é um fotojornalista chinês, fortemente criticado pelo governo chinês

22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
Ele pode ter se tornado a mais recente vítima da censura extrema do governo chinês – ele foi dado como desaparecido desde o dia 3 de novembro.
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer

Veja algumas de suas fotos mais chocantes. A China não quer que você veja:

22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Trabalhador na cidade de Wuhai, Mongólia Interior. 10 de abril de 2005. Crédito das imagens: Lu Guang )
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Um caminhão pesado carregando carvão e cal se afasta, fazendo com que a poeira voe e prejudique os moradores próximos. Créditos da imagem: Lu Guang)
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Xu Li, de onze anos de idade, de Hutsou, é diagnosticado com câncer nos ossos. Crédito da imagem: Lu Guang)
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(As crianças também vivem no distrito industrial. A China é hoje a segunda maior economia do mundo. Seu desenvolvimento econômico consumiu muita energia e gerou muita poluição. Crédito da imagem: Lu Guang)
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Em 16 de julho de 2010, o oleoduto do Newport Oil Wharf da Baía de Dalian explodiu, lançando muitos resíduos de óleos ao mar. Muitos barcos de pesca foram designados para limpar a contaminação do óleo por 8.150 vezes. Crédito da imagem: Lu Guang)
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Gao Rongsheng (13) no túmulo de seus pais. Crédito da imagem: Lu Guang )
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Uma mulher carregando seu neto gravemente doente implora ao céu para evitar que o demônio da dor retorne. Crédito da imagem: Lu Guang)
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Órfãos deficientes adotados por fazendeiros de caridade. Crédito da imagem: Lu Guang)
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(Crianças com paralisia cerebral lambem leite em pó para se alimentar. Crédito da imagem: Lu Guang)
22 fotos que a China não quer que você veja por um fotojornalista que acabou de desaparecer
(O Templo de Laseng tem uma história de mais de 200 anos, que inclui o estudo dos remédios mongóis. Ele foi seriamente poluído pelas fábricas vizinhas, então poucos peregrinos vão até lá agora. Crédito da imagem: Lu Guang)

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.