Saiba o que é e como baixar a Carteirinha Estudantil Digital

A carteirinha estudantil digital, também chamada de ID Estudantil, foi criada neste ano e tem a finalidade de auxiliar a vida dos estudantes. Isso porque a tecnologia evita que papéis sejam impressos e que processos burocráticos dificultem a vida dos alunos.

Isso porque com o aplicativo, que pode ser instalado gratuitamente no celular, esses estudantes vão poder pagar a meia-entrada em shows, teatros e até mesmo outros tipos de eventos culturais e esportivos. E sem que isso gere um custo extra.

Saiba o que é e como baixar a Carteirinha Estudantil Digital

Continue lendo para entender mais sobre isso! E aprenda também como fazer para baixar o aplicativo da carteirinha estudantil digital no seu celular.

Quem pode ter a carteirinha estudantil digital

Todos os estudantes da educação básica, tecnológica e superior podem ter o ID Estudantil. Assim sendo, essas pessoas vão ter na tela do celular os dados sobre a questão da escolaridade, sem que precisem ter a carteirinha de estudante impressa.

ANÚNCIO

Entre os dados que estarão no documento online temos: o nome da universidade ou escola, a situação, a homologação do Ministério da Educação, o número de registro e a validade da carteirinha.

Agora, o problema está na vida de quem não tem o acesso à internet no seu celular. Aí, o governo prometeu que vai lançar uma versão física da ID Estudantil. Esse documento vai poder ser emitido em qualquer agência da Caixa Econômica Federal quando for lançado.

Para o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, isso é muito simples. Veja o que ele diz: “Quem não tem conexão com a internet pega a carteira na Caixa Econômica Federal a custo zero. Já para quem tem, basta pegar o celular e fazer o procedimento ali”.

O objetivo da ID estudantil

O principal objetivo da ID Estudantil, como já mencionamos é o de facilitar a vida dos estudantes. Mas, além disso, também é outros benefícios além da universalização do documento digital.

Ele poderá ser usado como substituto da carteira da UNE (União Nacional dos Estudantes), por exemplo. E também como alternativa para a carteirinha da Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas”. Elas têm custo de R$ 35 cada uma, atualmente, além do frete.

Outro objetivo é o de criar um banco de dados único e nacional dos estudantes no país. Assim sendo, quem baixar o aplicativo vai autorizar o uso de dados para esse fim. O governo pretende, com isso, criar um cadastro com os documentos dos alunos, como histórico escolar e relatórios de frequência, por exemplo.

Como baixar o aplicativo no celular?

O aplicativo ainda não está disponível em nenhuma plataforma, mesmo que o governo fez o anúncio dele. Vale lembrar que a MP (Medida Provisória) apresentada pelo governo é recente e ela tem um prazo de até 120 dias para que seja executada.

Dessa forma, o interessado em baixar o aplicativo deve ficar atento à sua página de aplicativos. Sendo que no iOS é o App Store. E já no Android, a página é a do Google Play. São nessas plataformas que o app estará disponível em breve.

ANÚNCIO