Canoeiros lutam para remar em águas cheias de águas-vivas

ANÚNCIO

Surgiram imagens que mostram um grupo de canoístas lutando para remar em seus pequenos barcos porque estavam cercados por uma vasta massa de águas-vivas flutuando logo abaixo da superfície do mar.

Imagine jogar um monte de bolinhas de gel gigantes em uma piscina e tentar contornar por cima dele usando um remo – é mais ou menos assim, mas muito mais nojento.

ANÚNCIO

De qualquer forma, esse incidente bizarro aconteceu no Mar de Azov, que – caso você não conheça – fica na costa de Berdyansk, no sudeste da Ucrânia.

Quantidade de águas-vivas impressionou

De acordo com a mídia local não é incomum ver águas-vivas na área, mas é muito incomum vê-las nesses números.

Isso poderia ser dito sobre praticamente qualquer área possível do mar que você pudesse escolher, você teria que imaginar.

ANÚNCIO

Como você pode ver, o mar está tão cheio de águas-vivas que os remadores estão lutando para passar pela água.

Para ser justo, eles provavelmente estavam tomando cuidado para não cair também. Isso seria seriamente nojento e – se eles são esse tipo de água-viva – doem um pouco.

Canoeiros lutam para remar em águas cheias de águas-vivas

Embora tenha havido relatos de milhares de águas-vivas chegando às praias da região ultimamente, estas ainda estavam vivas e chutando – ou o que quer que façam, em vez de chutar.

Mar está ficando mais salgado

Todo esse incidente bizarro poderia ter sido causado pelo fato de o mar estar ficando mais salgado.

Essa é a opinião de Konstantin Demyanenko, vice-diretor do Instituto de Pesquisa de Pesca e Ecologia Marinha, de qualquer maneira.

Ele disse: “No Mar de Azov, esse número é agora de 14 ppm (partes por milhão), o que é uma vez e meia maior do que na década de 1990, e também, a mudança climática causa um efeito.”

Ele também mencionou que há previsão de tempestades, que podem fazer com que as águas-vivas se aproximem da costa.

Essas criaturinhas fofinhas são conhecidas como água-viva da lua ou – mais enfadonho – água-viva comum. Eles são uma espécie prevalente que é frequentemente encontrada em estuários e portos.

Traduzido e adaptado por equipe MiniLua

Fonte: Lad Bible

 

ANÚNCIO