Aprenda como se cadastrar no Bolsa Família em 2019

Criado no começo do século, o Bolsa Família se tornou o mais importante programa de distribuição de renda no Brasil. Através dele, o Governo Federal é capaz de fornecer alguma dignidade financeira a milhares de brasileiros.

Existe uma grande confusão de quem pode usar o programa e quem não pode. Para acabar com suas dúvidas, vamos explicar definitivamente se você pode ter acesso ao benefício e, depois, como se cadastrar no Bolsa Família em 2019.

Aprenda como se cadastrar no Bolsa Família em 2019

Quem pode se cadastrar?

Antes de aprender a fazer o cadastro no Bolsa Família é importante entender quem pode ser beneficiado.

O vencimento do solicitante tem que estar entre R$ 85 a R$ 170 por indivíduo cadastrado, todavia, só á válido para residências que contêm gestante, criança ou adolescente até os 17 anos. 

Não é só registrar e já sair recebendo a grana, algumas regras devem ser seguidas a riscas, se não haverá um corte.

Por exemplo, na escola é obrigatório 85% de presença para quem tem entre 6 e 15 anos e 75%, entre de 16 a 17 anos.

Os mais novos, que tem entre 0 e 7 anos precisam ter o cartão de vacinação atualizado. As mulheres de 14 a 44 anos devem fazer acompanhamento médico.

As gestantes são obrigadas a fazer pré-natal e participar das atividades educacionais que são oferecidas pelo Ministério da Saúde com o tema alimentação saudável e aleitamento materno.

O Cadastro Único

O pedido do cadastro do Bolsa Família pode ser feito quando a pessoa quiser, claro, desde que se enquadre nos requisitos exigidos.

Para isso, antes, a pessoa deve se inscrever no Cadastro Único, que é um sistema onde se concentram as informações mais importantes dos brasileiros caracterizados na pobreza ou pobreza extrema, ou seja, que recebem até R$ 170 mensais.

Como este registro, além do Bolsa Família, pessoa pode solicitar a participação em outros programas como Minha Casa, Minha Vida.

Este cadastro deve ser pedido no Centro de Referência de Assistência Social da sua cidade, com CPF, Título de eleitor e comprovante de endereço.

Como se cadastrar no Bolsa Família?

Se o interessado já tiver o Cadastro Único, então, pode ir direto à secretária de Fundo Social da sua cidade para solicitar o Bolsa Família

Ao se dirigir ao local da inscrição, alguns documentos precisam ser apresentados. É fundamental levar algum comprovante de renda, para que possa ser avaliada a situação financeira dos requerentes.

Além disso, é necessário todos os documentos de identificação dos moradores da casa, como CPF, RG e Carteira de Trabalho, para conferir quem estuda e definir quanto será pago.

É importantíssimo registrar os dados corretamente e atualizar a cada 2 anos, comunicar qualquer tipo de modificação na vida da família, como mudança de casa, novo serviço ou demissão, casamento, falecimento, entre outros.

Mais Informações

Ao final desse registro é preciso esperar que o pedido seja selecionado e aceito para que comece a receber o benefício.

Caso queria acompanhar o processo online você também pode acessar o site da Caixa e lá, informar o seu e-mail e uma senha de acesso – se não tiver a senha poderá criar gratuitamente.