Cabelo afro de americana é revistado a procura de armas

untitled-6_

A situação inusitada aconteceu no Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson, em Atlanta, Geórgia (EUA), onde autoridades resolveram revistar o cabelo afro da cabelereira Isis Brantley para saber se não haviam armas escondidas.

Em entrevista, Isis, de 53 anos, relatou seu constrangimento ao ser informada por um agente da TSA (Agência de Segurança nos Transportes) que iria perder o vôo se ela se recusasse a revista em seu cabelo.

Isis comentou que chorou quando um dos agentes começou a procurar armas em seu cabelo.

A TSA, em um comunicado disse que a mulher saiu antes do término da revista e se recusou a verificação particular. Informou ainda que pode realizar revistas em roupas e cabelos onde possam ser escondidos itens proibidos.

Adaptado de g1

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo