Cabeleireira corta buracos no guarda-chuva para braços e olhos como barreira entre clientes

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Uma cabeleireira que adaptou um guarda-chuva para ser usado como uma barreira para se separar de seus clientes viu a invenção bizarra se tornar viral depois que um clipe dela no trabalho foi compartilhado mais de 82.000 vezes no Facebook.

Cabeleireira corta buracos no guarda-chuva para braços e olhos como barreira entre clientes

Uma cabeleireira que está determinada a não usar ferramentas durante a pandemia de coronavírus se tornou viral por seu método bizarro de criar uma barreira entre ela e seus clientes.

A estilista fez buracos em um guarda-chuva para os braços e os olhos, permitindo que ela o “usasse” durante os atendimentos, como de costume.

As medidas de proteção também incluem um par de luvas descartáveis ​​enquanto ela continua a trabalhar no salão Bella Rosa em Oss, Holanda.

Um clipe em que o riso pode ser ouvido em segundo plano inclui a legenda ‘isso não está indo bem’, uma vez que se tornou viral nas mídias sociais, ganhando mais de 82.000 compartilhamentos no Facebook.

Cabeleireira corta buracos no guarda-chuva para braços e olhos como barreira entre clientes

Dois clipes enviados nas mídias sociais deixaram as pessoas divididas, como alguns elogiaram a solução inventiva da profissional, houve também quem reprovasse.

Uma pessoa comentou: “‘Você tem uma invenção para tudo, certo. Super-mulher.’

Outro respondeu: “Haha, boa ideia”.

Um terceiro simplesmente acrescentou: “Bando de lunáticos”.

Depois que Boris Johnson anunciou o bloqueio do coronavírus esta semana, especialistas alertaram que muitas marcas e varejistas que fecharam suas portas nunca serão reabertas.

Estima-se que 20.000 lojas irão falir até o final de 2020, segundo dados do Center for Retail Research – um aumento maciço em comparação com as 4.547 que fecharam as portas em 2019.

Também é previsto que semanas de bloqueio levarão à perda de 235.000 empregos, contra 93.000 no ano anterior.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Mirror