Biografia Minilua – Alborghetti

Alborghetti

Luiz Carlos Alborghetti foi em seu tempo, um dos profissionais mais polêmicos da televisão brasileira. No especial desta semana, você confere conosco, um pouco de sua biografia. Relembra ainda, alguns dos momentos mais importantes de sua carreira. Uma boa leitura!

- Alborghetti, como se sabe, é originário da cidade de Andradina, São Paulo. Seu nascimento, é datado de 12 de fevereiro de 1945.

- Ainda jovem, aos 16 anos, muda-se para o Rio de Janeiro. Na cidade maravilhosa, passa a se dedicar aos estudos.

- Já no rádio, sua primeira participação ocorre em 1976. No período, em Londrina, o comunicador passa a apresentar o programa “Cadeia”.

- Com o sucesso obtido, sua atração é remodelada, e a partir de então, transmitida também na televisão. Em alta, Alborghetti, ainda seria eleito vereador e deputado estadual.

-Nos anos 90, a Rede OM (atual CNT), desenvolve o protótipo do que viria a ser o “Cadeia Nacional”. Com sua maneira peculiar de ser, o apresentador conquistaria o Brasil.

- Na cidade de São Paulo, por exemplo, a atração responderia pelos maiores índices da TV Gazeta.

- Entre os colaboradores do “Cadeia”, destaque para o nome de Carlos Massa, o Ratinho. No programa, ele faria sua estreia como repórter policial.

- Voltando a Alborghetti, entre seus objetos, digamos peculiares, estava um porrete. Este era utilizado nos momentos de fúria do apresentador.

- Ainda nos anos 90, durante a crise do PCC (Primeiro Comando da Capital), duras críticas seriam feitas pelo comunicador. Na ocasião, seu líder, Marcos Camacho (Marcola) seria taxado de “bundeiro” e “dador de bunda”.

- Na década seguinte, diversas homenagens são prestadas ao apresentador. Uma das principais, aliás, aconteceria por intermédio do grupo Hermes e Renato.

- Por falta de patrocinadores, seu programa televisivo deixaria de ser veiculado. Em contrapartida, uma nova atração seria criada na Internet.

- Na Web, por sinal, o apresentador seria apelidado de diferentes formas, entre elas: “Mestre”, “Mestre Dalborgha” e “Charles do Mal”.

- De volta a TV, Alborghetti, participaria do programa “Superpop”, da RedeTV!. Na atração de Luciana Gimenez, ele seria questionado a respeito de seu estilo polêmico.

- Para a tristeza dos fãs, Alborghetti, entraria em óbito no dia 9 de dezembro de 2009. Ele morreria em Curitiba, vítima de um câncer de pulmão.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo