Minilua

Os benefícios da música para o nosso corpo

A ciência vem a anos provando que a música é mais do que apenas entretenimento ou uma forma de expressão criativa. Muitas pessoas afirmam que ela é uma linguagem universal e um alimento para a alma, porém, a ciência continua a revelar descobertas surpreendentes sobre o impacto que a música tem sobre os seres humanos.

A música afeta a nossa personalidade e o nosso desenvolvimento físico e mental. Conheça agora os efeitos fascinantes que a música tem sobre o nosso corpo.

Aprender música afeta positivamente o cérebros dos adolescentes

Entrar em uma banda na adolescência pode ser a melhor coisa que vai acontecer em sua vida, embora você termine com uma reputação de nerd. Aprender música ajuda a melhorar o raciocínio, a controlar e gerenciar o nosso espaço e tempo, e a controlar nossas habilidades verbais e impulsos. Mas não é só isso que acontece com o cérebro dos mais jovens.

Na adolescência também pode acontecer um efeito significativo, como acelerar o desenvolvimento neural e melhorar as competências linguísticas de nível fonológico.

Todo mundo pode cantar perfeitamente

Eu sei, depois de ouvir muitas pessoas cantarem pior do que um peru morrendo, esta declaração parece impossível. Não queremos dizer que qualquer um pode cantar como a Adele, mas é possível para qualquer pessoa cantar corretamente em sintonia com a música. É como afinar um instrumento.

Problemas neurológicos podem ser um obstáculo

Uma das razões pelas quais nós não podemos cantar com todo o nosso potencial, pode estar relacionado com problemas neurológicos. Um estudo realizado pela Oxford Journals, publicado em Junho de 2015, revelou que o componente neural de uma pessoa pode determinar se esse indivíduo é capaz de aprender a tocar um instrumento com rapidez e eficiência. Mesmo os genes que compõem o nosso ouvido interno sendo cruciais no nosso processo de aprendizagem.

A música realmente pode torná-lo mais inteligente

Além de tudo o que vimos nos pontos anteriores, aprender música quando jovem nos dá uma vantagem importante. Os cientistas acreditam que o cérebro dos músicos é diferente do cérebro das pessoas que não são músicos.

Aparentemente, os músicos têm mais nervos que fazem ligação entre os dois lados do cérebro, o esquerdo e o direito. Isso faz com que a música seja um componente importante na reparação de danos ao cérebro e no tratamento de distúrbios neurológicos.

A música pode ajudar na recuperação após a cirurgia

Falando sobre o poder da música em relação à saúde, de acordo com 72 estudos que cobriam a recuperação de cerca de 7.000 pacientes, a música pode ter um efeito significativo sobre a recuperação dos pacientes ao escutar antes, durante e depois de uma cirurgia.

A música também ajuda na performance do cirurgião

Se um cirurgião ouvir a sua música favorita durante uma operação, o seu desempenho será melhor, de acordo com um estudo realizado pela Universidade do Texas. Talvez as percentagens fiquem entre 10% para cirurgiões experientes e 8% para cirurgiões inexperientes, parecem muito baixas, mas neste caso a melhoria de 1% pode significar a diferença entre a vida e a morte de uma pessoa.

Cantar ajuda a criar um melhor relacionamento

Um estudo realizado pela Universidade de Oxford sugere que cantar em grupo facilita as relações entre seus participantes. Isso não significa que as pessoas que cantam juntos vão ser os melhores amigos do mundo, porém eles vão se relacionar melhor e mais rápido do que fazendo qualquer outra atividade.

Dançar faz bem para a saúde

Dançar não ajuda só na perder peso e nos tornar menos sedentários, o que sem dúvida é uma vantagem positiva. Dançar ajuda na produção de endorfinas, uma substância produzida pelo nosso corpo ligada ao bem estar e diminuição da dor física. As endorfinas também ajudam a reduzir o estresse e facilitam os laços sociais.

Música triste não necessariamente nos entristece

Ouvir uma música triste nem sempre nos deixa para baixo ou nos entristece. Musicas mais tristes podem nos ajudar a sermos mais românticos ou até mesmo despreocupados, dependendo da situação em que você se encontra.

Música pode ajudar na sua motivação

A ciência descobriu oficialmente que a música é um elemento de impulso. Ouça uma música enquanto faz uma atividade que de outra forma poderia ser vista como tediosa ou cansativa, você pode se sentir motivado para continuar e completar o objetivo, de acordo com um estudo feito em 2012 publicado na revista Scientific American.

Quando se trata de atividades físicas, como correr ou andar de bicicleta, o estudo revelou que os que ouviam música enquanto faziam atividade física consumiam 7% menos oxigênio do que aqueles que não estavam escutando. Além disso, o ritmo da música influencia o seu desempenho.

Cantar no chuveiro faz bem para a saúde

Especialmente em pessoas mais velhas, cantar no chuveiro pode ajudar a melhorar a função cerebral em pacientes idosos que sofrem de doenças no cérebro como Parkinson. Cantar além de ajudar você no dia a dia também ajuda a controlar problemas respiratórios.