Conheça 5 coisas para fazer para aumentar o limite do cartão de crédito

ANÚNCIO

É muito comum que quando a gente faz o cartão de crédito pela primeira a gente tenha um limite de crédito baixo. Ainda mais quando somos jovens no mercado financeiro e de trabalho. No entanto, mais tarde dá para aumentar o limite do cartão de crédito.

E nesse conteúdo, você vai descobrir como conseguir isso de uma forma muito justa e simples. O que temos aqui são 5 passos (ou melhor 5 dicas) que são bem reais e verdadeiras – não tem mesmo pegadinhas. No entanto, isso vai exigir de você uma coisa: organização financeira.

ANÚNCIO

Se você é aquele tipo de pessoa que não lida muito para o pagamento das contas, se não sabe quanto gasta no mês, se sempre tem uma renda que varia conforme o mês ou se compra desordenadamente no cartão, saiba que algumas coisas precisam mudar o quanto antes.

As 5 coisas para fazer o quanto antes

Considerando a nossa breve introdução, a gente vai ver agora algumas dicas de finanças pessoais que são básicas. E, com certeza, se você já as segue é bem possível que consiga pedir o aumento de limite do cartão quando quiser porque o banco não vai negar.

Por outro lado, se você está fora desse “padrão” que vamos indicar em casa um dos tópicos é bem possível que o banco não aprove o seu pedido de aumento de limite. Então, o melhor jeito é mesmo mudar de atitude e de hábitos. Bora lá?

ANÚNCIO

1 – Atualização dos dados cadastrais

Como falamos, é bem comum que a gente tenha feito um cartão de crédito no banco há bastante tempo. O que quer dizer que podem haver dados desatualizados. Isso inclui o nascimento de um filho, do endereço e, principalmente, da renda que você tem.

Sendo assim, o mais adequado é que você faça isso antes mesmo de fazer o pedido para aumentar o limite do cartão de crédito. Ligue para o gerente ou mande uma mensagem e peça para atualizar os dados cadastrais e isso inclui tudo que tem a ver com você.

Quanto à sua renda, isso tem ainda mais relevância porquê de modo geral os bancos permitem um limite de crédito que é de 30% da sua renda. Então, obviamente, quanto maior ela for, maior será o seu limite também.

2 – Pagamento da fatura do cartão

Outro passo que faz todo sentido é você sempre manter o pagamento atualizado e em dia da sua fatura do cartão de crédito. Obviamente, se você atrasa no pagamento, o banco não vai fazer muito esforço para aumentar o seu limite porque tem o risco da inadimplência.

Logo, não tem muita saída: seja um bom pagador da fatura. O segredo nem sempre vai estar em gastar muito no crédito, mas pagar em dia é essencialmente significante. Se já entrou no crédito rotativo um dia, a partir de agora tem que evitar isso ao máximo.

E tem mais: se você tem dívida no cartão ou está com parcelas atrasadas há alguns meses, a dica é: não peça o aumento agora porque o risco de você ser reprovado é bem grande. É preciso regularizar tudo isso antes.

3 – Aumento do score de crédito

Você sabe o que é o score de crédito? Considere que ele vai ser importante para aumentar o limite do cartão de crédito. O score é uma espécie de pontuação que você tem. E mesmo que você não saiba sobre ela, os bancos sabem. Tanto é que usam ela para análise de crédito.

A pontuação vai de 0 a 1000 e envolve diversos fatores. Por exemplo, a sua idade, a sua renda mensal, o seu estado civil, os seus registros de compras, de financiamentos e empréstimos, de parcelamentos, de inadimplência, etc. Logo, quanto mais alto o score, melhor para você.

Isso porque a instituição financeira se sentirá segura em lhe fornecer o crédito. Por outro lado, se você não tem um bom score financeiro, o segredo está em melhorar isso. Como? Fazendo tudo o que você imagina que deva ser feito.

Por exemplo: pagar contas em dia, ter os documentos pessoais atualizados, quitar os boletos atrasados, fazer pagamentos com antecedência, evitar parcelar muitas compras, atualizar a comprovação de renda, etc.

4 – Uso do cartão de crédito

Acima, a gente chegou a comentar que não importa muito o quanto você gasta no cartão de crédito. Porém, ao mesmo tempo que não precisa gastar muito, você deve ter o mínimo de compras feitas nele para dar segurança ao banco.

Logo, uma boa ideia para não se endividar é evitar os parcelamentos. Enquanto isso, você pode optar por compras mais rotineiras, especialmente as de entretenimento e lazer. Isso vai fazer com que você tenha uma boa rotatividade no cartão.

No entanto, atente-se ao fato de que antes movimentar pouco e não ter dívidas, do que ter dívidas, ok? É mais provável que o aumento aceita aumentar o limite do cartão de crédito se você não tiver com dívidas. Já com dívidas, é bem difícil disso acontecer.

5 – Outros bancos

A última dica que trouxemos aqui é sobre você procurar as opções de cartões de crédito em outros bancos. Isso porque hoje em dia a gente tem uma série de alternativas com os bancos digitais e os cartões sem anuidade.

aumentar o limite do cartão de crédito

Logo, se você tem o cartão há muito tempo no banco, considere que muita coisa mudou desde lá. E hoje o mercado tem alternativas interessantíssimas, sem anuidade, com taxas mais acessíveis e uma aprovação menos complicada também.

ANÚNCIO