Relembre quais foram os 5 assassinatos políticos mais marcantes de todos os tempos

ANÚNCIO

De Abraham Lincoln até Martin Luther King Jr. Conheça os 5 principais acontecimentos históricos que envolveram políticos e resultado em assassinatos que marcaram a história em todo o mundo.

Você vai ver que nem todos os casos tiveram resoluções bem-definidas. Mas, o fato é que todos foram marcantes, considerando que essas pessoas lutavam por causas de direitos civis ou por cargos importantes, como o da presidência dos Estados Unidos.

ANÚNCIO

Mesmo traçando um estudo em toda a história do mundo fica difícil quais desses foram os assassinatos que mais abalaram o mundo. Portanto, para não sermos precipitados, nós optamos por selecionar a ordem cronológica, ou seja, do mais antigo para o mais recente acontecimento de morte de um político.

1 – Abraham Lincoln (1865)

Como vamos considerar essa ordem temporal, então, começaremos falando de ninguém menos do que Abraham Lincoln. Tudo aconteceu pouco depois após o fim da Guerra de Secessão Americana, que dividiu o país entre o Norte e o Sul.

O presidente estava no teatro com a esposa quando o ator John Wilkes Booth, que defendia o lado da Confederação, atirou a sangue frio na cabeça do presidente.

ANÚNCIO

A morte foi instantânea. O autor do crime fugiu e mais de 10 mil agentes federais foram acionados, criando a maior caçada a um foragido de toda a história mundial até aquela época.

2 – Arquiduque Francisco Ferdinando (1914)

A morte do arquiduque austríaco Francisco Ferdinando, sem dúvidas, é uma das mais marcantes da história. Isso aconteceu durante uma visita a Sarajevo, quando tanto o arquiduque como a esposa foram mortos a tiros.

O assassino foi identificado como Gavrilo Princip, que era membro do grupo Mão Negra. Para quem não se lembra, essa era uma célula terrorista que estava insatisfeita com o domínio dos austríacos na região dos Balcãs.

No entanto, a ideia não era a de matar o arquiduque e sim de implantar uma bomba em um outro carro. O fato é que por acaso, o carro de Francisco parou diante de Princip, após o motorista entrar em uma rua errada. Logo, o sérvio finalizou o serviço com tiros de pistola.

Curiosamente, a morte foi considerada o estopim para o início da Primeira Guerra Mundial.

3 – Mahatma Gandhi (1948)

Esse também foi um crime que abalou o mundo inteiro. Até mesmo porque Gandhi é um símbolo da resistência pacífica até hoje. O indiano com nome de Mohandas Mahatma Gandhi foi responsável por libertar a Índia do domínio britânico.

Ele sempre foi presente no meio de hindus e muçulmanos em toda a região por onde passou. No entanto, a região acabou ficando dividida entre a Índia (hindus) e o Paquistão (muçulmanos). O problema é que o discurso de Gandhi causava intrigava entre os lados.

Assim, o ponto de ebulição aconteceu quando um dos fanáticos, um extremista hindu, executou o famoso líder. A morte aconteceu após 2 tiros serem dados no jardim da sua própria casa.

– Abaixo, no bônus, leia também sobre as cartas de Gandhi para Hitler.

4 – John F. Kennedy (1963)

Será que dá para falar de um assassinato político sem falar da morte do presidente americano John Kennedy? Obviamente, não. Ele foi um dos presidentes mais populares dos Estados Unidos e estava em Dallas, quando isso aconteceu.

O trajeto foi interrompido a tiros por Lee Harvey Oswald. O assassino atirou 3 vezes, sendo que errou o primeiro tiro. Já o segundo tiro foi direto para o pescoço e o terceiro na cabeça, que o levou a uma morte direta.

Jackie, que conta sobre Jacqueline Kennedy, merece ser visto por esses 7 motivos

Na época, o governador do Texas, John Connally, também ficou ferido, mas sobreviveu. Até hoje há várias pautas conspiratórias sobre a morte do presidente, passando por entidades como a CIA e a KGB até a máfia.

5 – Martin Luther King Jr. (1968)

Cinco anos após a morte de Kennedy, outro assassinato que marcaria para sempre a história do mundo. Para quem não se recorda, Martin Luther King foi o mais conhecido ícone dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos.

A luta dele foi marcada por avanços na desigualdade racial e isso lhe rendeu um Prêmio Nobel da Paz, no ano de 1964. O fato aconteceu no Memphis, no Tennessee. James Earl Ray era um ex-presidiário que atirou no pescoço de King Jr.

assassinatos políticos mais marcantes

Assim como o acontecimento da morte de John Kennedy, essa também não teve um desfecho, sendo que até hoje gera muita especulação acerca de possíveis teorias.

Bônus – As cartas de Gandhi para Hitler

As duas cartas enviadas por Gandhi foram escritas para evitar a Segunda Guerra Mundial. Infelizmente, isso não aconteceu. De qualquer modo, vale considerar as intenções, conforme vamos mencionar abaixo. Confira mais sobre as cartas.

A primeira delas é de 23 de julho de 1939, ou seja, dois meses antes do início da Guerra. O texto dizia algo como o fato de que Hitler era a “única pessoa no mundo que poderia evitar uma guerra capaz de reduzir a humanidade ao estado de selvagem”.

Infelizmente, em 1º de setembro de 1939 a Alemanha invadiu a Polônia em busca de expansão territorial, marcando o início da Guerra.

A outra carta foi a de 1940, quando Gandhi fez uma carta muito maior. “Nós encontramos na não violência uma forma que, se organizada, pode sem dúvidas unir-se contra as forças mais violentas do mundo”.

ANÚNCIO