As arvóres que foram enviadas para fora da Terra

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Stuart Roosa estava destinado a se tornar um astronauta.

Em 1953, o nativo de Oklahoma trabalhou pela primeira vez no Serviço Florestal dos EUA, saltando de para-quedas de aviões para combater incêndios florestais. Ele se mudou para o Oregon em meados da década de 1960, onde trabalhou como piloto de teste da Força Aérea e se apaixonou pelas densas florestas do estado.

Roosa conseguiu um assento cobiçado a bordo da Apollo 14. Na verdade, ele conseguiu cerca de 500 assentos – ele trouxe centenas de várias sementes de plantas!

apollo 14 moon tree planting

A lua em 34 órbitas

“Naqueles dias, todo astronauta da Apollo podia levar algumas pequenas coisas pessoais para o espaço com eles”, diz o site de informações de viagens do Oregon. “O que eles escolheram variou muito. Alan Shepard escolheu bolas de golfe. John Young, no Gemini 3, pegou um sanduíche de carne enlatada. Stuart Roosa pegou sementes de árvores.

Mas ele fez isso pela ciência. Havia muitas perguntas sobre as sementes. Eles brotariam quando retornassem à Terra? O que aconteceria com eles se fossem à Lua?

Em 1971, Apollo 14 foi lançado e Roosa levou consigo cerca de 500 tipos diferentes de sementes de árvores. Enquanto ele não andava na Lua – ele comandava o módulo espacial em órbita – suas sementes orbitavam a Lua 34 vezes. Quando eles voltaram, muitas das sementes foram plantadas para o bicentenário do país, incluindo um Loblolly Pine na Casa Branca.

Algumas das sementes também foram dadas como presente para outros países como Brasil, Suíça e Japão.

O problema, é claro, era que os registros das árvores não eram mantidos adequadamente, de modo que apenas 50 delas são oficialmente contabilizadas em todo o mundo.

Seis das 50 árvores conhecidas estão no Oregon, conhecidas como As árvores da lua Apollo 14; Roosa reivindicou a cidade de Coos Bay, Oregon, como sua cidade natal adotada.

Os Douglas Firs estão localizados no Capitólio Estadual de Salem, na Universidade de Oregon, na Universidade Estadual de Oregon, no Hospital dos Veteranos em Roseburg e mais dois em uma residência particular em Salem. O governador Bob Straub plantou a árvore do capitólio estadual no dia da árvore, em 30 de abril de 1976, e agora o abeto é uma árvore de patrimônio do estado

SEMENTES ESPACIAIS

Surpreendentemente, as árvores nunca exibiram qualidades especiais por estarem no espaço.

Em 2011, o astrônomo da NASA David Williams disse à Wired Magazine que “ninguém sabia ao certo se a exposição à falta de peso ou à radiação faria algo com as sementes. Eles cultivaram árvores de controle um ao lado do outro para ver se cresceram de maneira diferente. Mas eles não encontraram nada. ”

Ainda assim, a lenda das árvores continua viva.

“Infelizmente, Stuart Roosa faleceu em dezembro de 1994”, relata a NASA. “As árvores da lua continuam a florescer, um monumento vivo às nossas primeiras visitas à lua e um memorial apropriado para Stuart Roosa. Nenhuma lista foi mantida e nenhum rastreamento sistemático foi feito sobre a disposição de todas as árvores. ”

Moon Trees

Você pode encontrar uma lista de todas as árvores lunares conhecidas em todo o país aqui. E se você souber a localização de uma Árvore da Lua não listada, envie uma mensagem para dave.williams@nasa.gov

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys