As 8 coisas mais bizarras que já caíram do espaço

O espaço ainda é um enorme mistério para a ciência, mas pelo menos sabemos o que habitam em nossos arredores, por isso, temos a certeza de que existem diversas coisas circulando ao redor da Terra e que podem cair a qualquer momento em nosso planeta.




Núcleos de planetas

Acredita-se que este meteorito, chamado de Tomanowos pela tribo onde foi encontrado, é o núcleo de ferro de uma planeta que tenha se chocado com outro bilhões de anos atrás e, sem dúvida, ainda existem milhares de outros por aí.




Bolas de fogo

Quanto um meteorito entra na atmosfera, ele naturalmente pega fogo, mas não estamos falando de uma bola de fogo qualquer, mas sim de uma que cruzou o céu australiano em 1969, o curioso é que ela tinha muitos compostos orgânicos que ainda estão sendo estudados.




Diamantes

Em 1969, o meteorito Allende caiu no México e levou a uma das maiores caça ao tesouro da história, uma vez que continha elementos que eram mais velhos que o nosso próprio sistema solar, sem falar dos inúmeros diamantes.




O menor meteorito do mundo

Regularmente, inúmeros meteoritos atingem a Terra, entretanto, a maioria deles é desintegrada ao entrar na atmosfera, entretanto, em 2009, um garoto de 14 anos teve sua mão arranhada por um meteorito do tamanho de uma ervilha que acabou fazendo uma cratera do tamanho de um pé.




O maior meteorito do mundo

Em 1947, o maior meteorito colidiu com a Terra, mais precisamente na rua, segundo relatos, ele era mais brilhante até mesmo que o próprio sol, sem falar que ainda existem alguns fragmentos dele espalhados por aí.




Tanques de gás

Em 2016, um objeto caiu em Riacho dos Poços, aqui no Brasil, por pouco não acertou a casa de Valdir José Mendes, cortou um cajueiro e cavou-se no chão. Na verdade, ele era um tipo de tanque de gás, que são transportados pelo ônibus espacial e usado para uma grande variedade de missões espaciais.




Energia radioativa

Em 1978, literalmente choveu material radioativo no norte do Canadá, resultado da falha de um gerador de energia de um satélite soviético. Embora tenha ocorrido uma campanha frenética para recolher o material, apenas 0.1% dele foi recolhido.




O evento Tunguska

Em 1908, uma explosão ocorreu no leste da Sibéria, dizimando uma quase dois mil quilômetros quadrados de uma floresta, a explosão, por mais incrível que pareça, foi 1000 vezes maior que a explosão nuclear de Hiroshima, o mais surpreendente é que nenhuma cratera foi encontrada, pois o meteoroide havia se desintegrado a cerca de 10 km acima da superfície da Terra.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/as-8-coisas-mais-bizarras-que-ja-cairam-do-espaco-2/index.html //-->