Este artista criou uma ilusão óptica incrível no Louvre, que foi destruída em poucas horas

ANÚNCIO

ANÚNCIO

“As imagens, como a vida, são efêmeras. Uma vez colada, a obra de arte vive sozinha. O sol seca a cola leve e a cada passo as pessoas rasgam pedaços do papel frágil. O processo é todo sobre a participação de voluntários, visitantes e coletores de lembranças”, escreve JR sob uma foto da peça parcialmente destruída.

“Esse projeto é também sobre presença e ausência, sobre realidade e memórias, sobre a impermanência”, escreve JR. A julgar pelo que o artista diz, a destruição da peça foi uma parte planejada da performance.

Mesmo que essa ilusão de ótica tenha sido criada em comemoração aos 30 anos da pirâmide, Jean queria dedicá-la a uma pessoa especial, Agnès Varda. “Tenho certeza que você pode ver. Eu fiz algo que pode ser visto do céu ”, escreve o artista.

Este artista criou uma ilusão óptica incrível no Louvre, que foi destruída em poucas horas