Arqueólogos fizeram uma descoberta surpreendente que prova a existência de Jesus

Quando falamos sobre religião, devemos ter muito cuidado. Existem pessoas que não acreditam em nada, eles são chamados de ateus. Os ateus afirmam que não existe um Deus que cuide de nós; que todas as religiões são uma mentira criada para atrair as pessoas a um pensamento comum e torná-las mais dóceis. Se algum religioso tentar convencê-los de suas crenças, eles irão dizer: “Se Deus existe, me apresente à Ele” essa é uma frase muito comum entre os ateus.

 

Por outro lado, existem aqueles que acreditam fortemente em alguma coisa. Sabemos que existem muitas religiões diferentes, como o cristianismo, o islamismo, o judaísmo e o budismo; todos com seus deuses, profetas e as crenças. Tudo em torno da religião é sagrado, festividades, celebrações e missas são muito importantes e muitas pessoas dão suas vidas por ela. Porém, hoje, os ateus irão receber uma má notícia, Jesus existiu, e a evidência é conclusiva.

 

Se perguntarmos qual é a figura religiosa mais famosa da história, todos concordam com a resposta. Esta pessoa foi retratado em inúmeras pinturas, canções, obras literárias, esculturas… Obviamente falamos de Jesus de Nazaré, também conhecido como Jesus Cristo. Diz-se que ele era o filho de Deus, um mensageiro do Senhor que veio para salvar a Terra de todo o mal. Ele se sacrificou por todos nós; tudo para que possamos viver em um mundo melhor.

 

 Mas porque Jesus Cristo é tão famoso? Primeiro por ser o filho de Deus, e por ser o protagonista do segundo capítulo da Bíblia: O Novo Testamento. A Bíblia nos mostra Jesus como a pessoa mais gentil que já caminhou pela Terra, ele pregou a palavra de Deus, ajudando aos mais desfavorecidos. Ateus duvidam de sua existência e acreditam que é tudo é uma invenção da Bíblia; parece que suas afirmações estão desmoronando.
 

 Uma série de recentes descobertas arqueológicas tem chocado tanto cristãos quanto ateus, e não é se admirar. Neste momento, é quase impossível para os ateus provar que Jesus Cristo não é o filho de Deus. Crentes da religião católica estão com sorte, porque com a nova descoberta, os ateus estão em uma situação difícil de justificar. Parece que foi descoberto tudo sobre Jesus.

The Christian Post relata que o pesquisador Hutchinson, contou que essas descobertas particulares não só comprovou que Cristo é real, mas também desmentiu que ele era um simplesmente profeta apocalíptico ou um bom homem. “Houve descobertas incríveis que foram alcançados graças aos nossos estudos no Novo Testamento” , disse Hutchinson.

“Eu notei que ninguém falou sobre isso na mídia. É a melhor coisa que poderia ser descoberto; Descobrimos e parece como se não tivéssemos feito nada. As pessoas ainda estão repetindo teorias sobre Jesus e os Evangelhos que já tem mais de um século. Bem como a ideia de que Jesus era um fanático iludido, um profeta apocalíptico que pensavam que o mundo ira termina “, comentou Hutchinson .

Talvez a descoberta mais importante que prova a existência do Filho de Deus são os dois ossários de James e Caifás, duas das doze caixas de ossos descobertas em uma caverna enterrada em Jerusalém. A primeiro contém os restos mortais do homem que muitos acreditam ser o irmão de Jesus chamado James. Claro, a segunda pertence ao popular Caifás, um antigo sumo sacerdote e velho inimigo de Jesus.

 

O irmão secreto de Jesus é um tema que tem incomodado muitas pessoas ao longo dos séculos. Neste caso, ele não seria o filho de Deus, mas o resultado da relação entre Maria e o carpinteiro José. “Os arqueólogos estão descobrindo evidências históricas muito interessantes, se isso for verdade, então é a primeira evidência arqueológica da existência de Jesus. É muito excitante que descobrimos os túmulos das pessoas mencionadas no Novo Testamento “, diz Hutchinson.

 

Esta descoberta fantástica, sem dúvida vai fazer uma grande quantidade de pessoas pensar seriamente qual sua posição sobre o cristianismo como um todo. Muitos tentaram afirmar que estas figuras bíblicas nunca existiram, mas ao longo dos anos continuam a surgir evidências contrárias à esses pensamentos. Você pode imaginar quando descobrirem onde o  túmulo de Jesus está enterrado? Seria algo espetacular e iria responder a muitas das nossas perguntas.