Ar condicionado da Sony que pode ser “vestido” deve estrear já no próximo ano

ANÚNCIO

A conexão Bluetooth estará ativa por 24 horas com uma única carga, mas o aspecto de resfriamento do dispositivo só funcionará em pequenas explosões, operando por um total de duas horas antes de exigir uma recarga. Depois, há o fato de que o Reon Pocket inicialmente só estará disponível no Japão. Isso não quer dizer que não irá eventualmente chegar a outros mercados, mas pelo menos para começar, estará disponível apenas na região de origem da Sony.

ANÚNCIO

A Sony diz que pode esfriar a temperatura do corpo de um usuário em 13 graus Celsius. Enquanto isso, em dias frios, diz que pode aumentar sua temperatura em cerca de 8 graus Celsius. Eles disseram: “Reduza o desconforto devido a várias temperaturas, como saídas de verão, calor de trem lotado, saídas de inverno frias, etc, e fique confortável no verão e no inverno”. Ele também vem em duas versões: o Reon Pocket Standard e o Reon Pocket Lite. O último é mais barato, mas só vem com uma operação no modo manual.

O Reon pesa pouco menos 9 gramas, por isso não deve ser muito incômodo  usar no bolso da camiseta. Ele não oferece  quaisquer opções que atendam especificamente clientes do sexo feminino ou masculino. Isso quer dizer que qualquer um pode usar, mas o aparelho faz com que pareça que os homens de terno são o público principal. Esperamos que só por agora.

ANÚNCIO

Dado o fato de que o dispositivo atraiu uma quantidade considerável de atenção e acumulou mais de 4.200 patrocinadores que prometeram 69.168.000 ienes (cerca de US $ 636.000) para tornar o Reon Pocket uma realidade, é seguro assumir que, se for um sucesso, a Sony tentará alcançar o máximo de pessoas possível. Criações como os Reon Pockets se tornarão cada vez mais valiosas e necessárias se nossas temperaturas em todo o mundo continuarem aumentando.

Ar condicionado da Sony que pode ser "vestido" deve estrear já no próximo ano

Tem sido um verão absolutamente escaldante, com o mês de junho registrando-se como o mês mais quente de junho já registrado na Europa. Os cientistas estão alertando que as temperaturas devem continuar subindo nos próximos anos, e um estudo recente descobriu, em algumas regiões do mundo, que estamos nos aproximando dos níveis de calor que empurram o corpo humano para seus limites térmicos. Em um futuro próximo, encontrar maneiras novas e inovadoras de manter a calma conforme as temperaturas aumentam pode não ser apenas uma questão de conveniência e conforto, mas de necessidade.

ANÚNCIO