Alien Hunter afirma ter prova de que há cidades na lua

ANÚNCIO

Um OVNI autodenominado e um caçador de alienígenas afirma que ele viu a prova de que os alienígenas não apenas existem, mas também que estão na lua.

Agora, eu sei o que você está pensando, ‘o homem já esteve na lua e não há alienígenas’, mas para Scott C Waring isso não é suficiente.

ANÚNCIO

Alien Hunter afirma ter prova de que há cidades na lua

Em seu site, The ET Database, ele compartilhou o que chama de ‘prova 100% indiscutível’ de ‘cidades alienígenas na lua’.

Waring diz que estava olhando para algumas imagens detalhadas que ‘revelam parcialmente o lado escuro da lua, ou quase escuro, porque a Terra não pode ver essa parte da lua, mas um pouco de luz solar atinge parte dela.

ANÚNCIO

Os pontos brancos, que tantas pessoas inexperientes chamam de falhas na foto, são reais. Minha prova é a sombra. Veja a sombra que os cobre.

BASE DE DADOS ET
@UFO_Sightings_X
Estruturas alienígenas descobertas no lado escuro da lua, estruturas cerâmicas brancas, Notícias sobre avistamentos de OVNIs https://www.ufosightingsdaily.com/2020/04/alien-structures-on-dark-side-of-moon.html… #space #astronomy #science #news

Alien Hunter afirma ter prova de que há cidades na lua

Ele então acrescenta: “Você notará como eu fiz que existem algumas formações incomuns de pontos brancos. Elas são espaçadas uniformemente e ficam próximas umas das outras. Isso é porque você está olhando as cidades na lua”.

Waring continua dizendo que identificou “três tipos de edifícios”, com metálicos, edifícios de cerâmica branca e “edifícios escuros”.

O último post de Waring veio poucas horas depois que o Pentágono desclassificou três vídeos que mostram objetos voadores não identificados. Está acontecendo, pessoal, e eu, por exemplo, saúdo nossos novos senhores alienígenas.

Em nota divulgada nesta semana, o Departamento de Defesa (DOD) disse que os vídeos foram gravados em 2004 e 2005 e vazaram por uma fonte desconhecida entre 2007 e 2017.

Depois de analisar os vídeos, as autoridades agora dizem que são seguros para serem vistos pelo público em geral.

A declaração dizia: “O departamento determinou que a liberação autorizada desses vídeos não classificados não revela nenhuma capacidade ou sistema sensível e não afeta nenhuma investigação subsequente de incursões no espaço aéreo militar por fenômenos aéreos não identificados”.

“O DOD está divulgando os vídeos para esclarecer quaisquer equívocos do público sobre se as imagens que circulavam eram reais ou não, ou se há ou não mais vídeos.

“Os fenômenos aéreos observados nos vídeos permanecem caracterizados como ‘não identificados'”.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ladbible

ANÚNCIO