Minilua

Algoritmo que sabe quando as empresas estão impulsionando memes

Uma equipe de pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia, está trabalhando em um algoritmo que consegue detectar se um meme está tendendo por conta própria, ou tem um “empurrãozinho” das empresas por trás.
O algoritmo detecta quando um hashtag no Twitter ou meme é feito, mostrando se tem ou não um impulso nas publicações, diz Emilio Ferrara, que liderou a equipe.


O próprio Twitter costuma rotular tweets que tenham sido patrocinados, mas hashtags podem ser promovidas por outros meios, tais como sites ou TV, diz Ferrara. “Se nós podemos aprender as características de promoções de campanhas, então talvez possamos detectar e até mesmo prevê-los”, diz ele.

A equipe treinou seu algoritmo para aprender como um meme promovido é classificado como tal pelo Twitter. Uma vez treinados, também encontraram campanhas promocionais não marcados, como #GameofThrones ou #americanidol, que tinham sido anunciados em outro lugar. No geral, o algoritmo testado com 95 por cento de precisão, faltando apenas um em cada 20 dos memes que o Twitter promove explicitamente.

Ferrara e seus colegas apresentaram seus resultados na Décima Conferência Internacional AAAI na Web e Social Media.

Jacob Ratkiewic, um engenheiro de software do Google, diz que ficou impressionado com o desempenho do algoritmo. Detectar impulsos para um produto ou candidato político é uma coisa, mas é ainda mais difícil quando os usuários humanos são estimulados a retuitar um anúncio publicitário.
“O que este estudo está tentando fazer é olhar para a atividade humana real e tentar desmembrar o material orgânico humano do material promovido”, diz Jacob. “Isso é impressionante para mim.”

Mas existem alguns tipos de publicidade que podem “burlar” o radar desse algoritmo, diz Christo Wilson, da Universidade Northeastern. “Vamos dizer que a Shell paga Kim Kardashian para twittar algo”, diz ele. “Isso parece orgânico. Ela poderia ter tweetado sobre seu cão ou óleo Shell. A forma como ele olha e a forma como ele se espalha tem mesma aparência “.
Ainda assim, os algoritmos como este tem alguns usos, diz Wilson. “Nós podemos tentar pegar uma grande parte da varidade”, diz ele.