Afinal, as loiras são realmente burras?

Bastou um filme aqui, uma piada ali e as loiras acabaram virando as pessoas mais burras de nossa sociedade, pelo menos de maneira cultural. Mas será que essa crença popular se mantém diante da ciência? A resposta é surpreendente:




A história do estereótipo

53959ef6501b3

Na antiga Europa, as mulheres loiras sempre foram as preferidas dos homens, principalmente quando o cabelo amarelo era acompanhado de olhos azuis. Essa preferência fez com que as loiras caíssem no gosto dos contadores de histórias e muitos livros da época tinham a mulher mais bonita como sendo uma loira.

Essa ideia se perpetuou até os dias atuais. Muitas pessoas acreditam que as loiras se divertem mais e atraem mais os homens. Por isso, como elas são vistas como mais bonitas, existe a crença de que elas podem confiar mais na beleza do que na inteligência, criando o mito de que são menos inteligentes.

Uma das histórias mais famosas, publicada em 1775, no livro “Les curiosites de la Foire”, trazia uma personagem loira bem estúpida. Esse livro é tido como um dos maiores responsáveis pelo estereótipo das loiras, pois foi um dos primeiros a criar essa imagem, que acabou ficando cada vez mais famosa.




A pesquisa

6798680-hot-blonde-pictures

Conhecendo o início dessa crença, vamos a pesquisa que finalmente revelou se elas são burras ou não. O Estados Unidos possui uma pesquisa científica chamada “National Longitudinal Surveys”. Essa pesquisa ocorre desde os anos 50 e coleta diversas informações da população em geral. Algumas pessoas são entrevistadas todos os anos de suas vidas, com suas respostas catalogadas e avaliadas. Teste de QI são feitos, dados como peso, altura, escolaridade, o que faz da vida e tudo mais que se possa imaginar é perguntado para milhares de pessoas todos os anos.

Essa pesquisa permite que o governo entenda melhor as mudanças na sociedade, criando uma base de dados inigualável. E foi essa base que ajudou a responder se as loiras são menos espertas ou não.

Usando os testes de QI realizados em milhares de pessoas ao longo de 60 anos, os cientistas descobriam que de burras as loiras não têm nada e, na média final, elas são as mais inteligentes de todas.

Em média o QI das loiras é de 103,2. As mulheres de cabelo castanho ficam em segundo com 102,7. As ruivas em terceiro com 101,2 e por últimos temos as de cabelo preto, que possuem o QI médio de 100,5 pontos.

Se as loiras realmente se divertem mais, nós não sabemos, mas certamente elas não são nada burras.

Reaja! Comente!
Topo